Vai-Vai leva o título cantando Elis Regina no Anhembi

Mocidade Alegre liderou até o penúltimo quesito, mas ficou com o vice.

Fotos: Flavio Moraes/G1
Foto sobre "Vai-Vai leva o título cantando Elis Regina no Anhembi"

Fonte: G1 / Carnaval - Fotos: Flavio Moraes/G1

A escola de samba Vai-Vai foi a vencedora do carnaval 2015 em São Paulo. A taça veio em uma virada conquistada no último quesito: evolução. Ela levou o título com 269,9 pontos.

Até a abertura dos quatro envelopes finais, a Mocidade Alegre liderava, mas terminou em segundo com 269,6 pontos. Foram rebaixadas Mancha Verde e Tom Maior.

Penúltima a entrar no Anhembi, a Vai-Vai fez um tributo à cantora Elis Regina, que completaria 70 anos em 2015. A vice Mocidade, fez homenagem à Marília Pêra.

A cantora Maria Rita, filha de Elis Regina, canta chamando o público no desfile da Vai Vai, que homenageia sua mãe

Até o penúltimo quesito, a Mocidade liderava com o mesmo número de pontos, mas beneficiada pelo critério de desempate. O integrante da diretoria da escola, ex-intérprete e ex-presidente Thobias da Vai-Vai afirmou que confiava na virada.

"Eu sabia que ia acontecer isso, no (quesito) evolução a gente ia tirar a diferença, eu acredito na comunidade", disse. "(O ano é) 2015 e esse é o título número 15. Elis Regina, não é por acaso. Os números não mentem jamais", disse. Para ele, a "Pimentinha", como era conhecida Elis está feliz. "A pimentinha está feliz onde ela estiver", disse.

Segundo Thobias, o vice da Mocidade, que competia para levar o tetra, faz bem ao carnaval. "Isso é sadio, é para mostrar pra todo mundo que não tem isso que a escola A ou B é melhor. É muito melhor quando uma escola vem e surpreende como a gente fez agora", disse.

Rainha da bateria da Vai-Vai, Camila Silva disse que o título foi uma resposta. "Falaram que nossos carros estavam no ferro. Aí está a resposta", disse. Ela também elogiou a escolha do enredo sobre Elis Regina. "Não vivi essa época, mas a música dela ainda é atual. Elis é um mito", afirmou.

No ano passado a Vai Vai havia ficado no 9º lugar. O último título da maior campeã de São Paulo tinha sido conquistado em 2011 com o o enredo em homenagem ao maestro e ex-pianista João Carlos Martins.

A apuração foi realizada no Sambódromo do Anhembi. Notas de quatro jurados para nove quesitos foram divulgadas. A menor nota em cada quesito foi descartada. A leitura dos quesitos seguiu a ordem: alegoria, samba-enredo, bateria, fantasia, mestre-sala e porta-bandeira, comissão de frente, enredo, harmonia e evolução.

Em caso de empate, o desempate seria feito pela ordem inversa da leitura dos quesitos. Ou seja, a nota de evolução seria a primeira a ser considerada no desempate.

A escola de samba Acadêmicos do Tatuapé começou a apuração dos votos com 1,1 ponto a menos. A escola completou seu desfile em uma hora e seis minutos, um minuto a mais do que o tempo regulamentar.

Confira todas as fotos e vídeo no site da cobertura do Carnaval 2015 do G1.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.