Licenciamento e multas agora podem ser parcelados em até 12 vezes

Serviço pela internet oferece segurança e praticidade e a possibilidade de parcelar débitos veiculares com até 4 cartões de crédito

Assessoria de imprensa
Foto sobre "Licenciamento e multas agora podem ser parcelados em até 12 vezes"

O prazo para licenciamento de veículos com placa final 1, registrados no Estado de São Paulo, está correndo. Porém, agora é possível parcelar este e outros débitos do veículo - como IPVA, DPVAT e multas - em até 12 vezes e com até 4 cartões de crédito diferentes.

A Helpay, fintech pioneira neste tipo de serviço, é uma plataforma online que auxilia na liquidação destes débitos.  O objetivo da startup é amparar condutores que não conseguem quitar suas dívidas à vista ou em curto prazo. A ideia é dar suporte financeiro aos usuários e, consequentemente, reduzir o percentual de inadimplentes do Estado. 

De acordo com levantamento da Helpay, 21,7% de um total de 97.444 placas de veículos registradas no sistema da empresa, ou seja, pouco mais de 21 mil placas, estão com o licenciamento atrasado. A fintech utiliza informações do banco de dados do Detran (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo).

Os números indicam que, embora seja possível se antecipar ao calendário de pagamento, muitos condutores ainda saem pelas ruas com o veículo irregular. Desemprego ou falta de planejamento e organização financeira podem estar entre os motivos da não regularização. Além disso, quem está com o pagamento de multas ou de IPVA e DPVAT atrasado não consegue licenciar o veículo, ou seja, o condutor se vê diante de uma verdadeira “bola de neve” pois, para regularizar o veículo, é preciso quitar todas as eventuais dívidas.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dirigir veículo não licenciado pode ocasionar sua apreensão, multa de R$ 293,47 e sete pontos na habilitação, pois se trata de uma infração gravíssima. O dono do veículo pode, ainda, ter o nome inscrito no Cadin (Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados) e na dívida ativa do Estado.

Para placas com final 1, registradas no Estado de São Paulo, o prazo de licenciamento vai até o final de abril. O custo é de R$ 90,20 para todos os veículos.

 

Regularização facilitada

Por meio da Helpay, o condutor pode pagar o licenciamento e todas as demais pendências do veículo (como IPVA, DPVAT e multas) em até 12 vezes. A plataforma oferece o serviço como qualquer outra compra feita pela internet, com o parcelamento em até um ano, usando até quatro cartões de crédito, facilitando, assim, a quitação do débito e regularização do veículo.

Alguns condutores acreditam que, no caso de haver atrasos e estes caírem na dívida ativa, aguardar programas do governo para regularizar a situação pode ser mais vantajoso. Porém, o motorista vai somar inadimplência, burocracia e tempo desperdiçado até a liberação do programa. Além disso, se houver IPVA em atraso ele paga multa de 0,33% ao dia e juros de mora com base na taxa Selic. Pela Helpay, ele pagará apenas 1,99% ao mês no parcelamento da dívida, além de manter em dia toda documentação, evitando transtornos ainda maiores.

Através do site www.helpay.com.br, o cliente acessa as informações de débitos pendentes do veículo ou próximos do vencimento. A consulta é gratuita e basta informar a placa do veículo para checar os dados rapidamente.

 

Intermediação do Mercado Pago: serviço seguro

Pioneira nesse tipo de serviço, a plataforma da Helpay oferece segurança aos usuários, pois a empresa tem parceria com o Mercado Pago, que faz a intermediação financeira do negócio, garantindo sigilo de informações e o dinheiro de volta, no caso de um eventual problema.

Após a escolha da forma de pagamento, os documentos chegam em até cinco dias. A entrega é feita em mãos, por transportadora ou Correios em alguns casos. O serviço está disponível para veículos com placa do Estado de São Paulo, mas na eventualidade de o responsável pelo pagamento dos débitos morar em localização diferente, basta informar o endereço de entrega, pois a logística da Helpay abrange todo o país.

“Nós acreditamos no amadurecimento financeiro das pessoas. Por isso, tratamos de criar uma plataforma facilitadora de pagamentos. Por ela, é possível pagar tudo que está em atraso ou quase para vencer”, explica Neto Mokarzel, responsável pela área de expansão da empresa.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.

  • arcediago

    gostei dessa

  • FRANCISCO DA SILVA

    Gostaria de ter

  • Claudio Vinicius de Luiz

    Qual margem de juros cobrados pelo financiamento da dívida?

  • Antonio Francisco do prado

    Estou devendo somente a terceira parcela e multa, tem como financiar?

  • Sérgio Simões

    Quem não tem cartão de crédito, fica impossibilitado de financiar seus débitos