A sua loja está preparada para as vendas de Natal?

Foto sobre "A sua loja está preparada para as vendas de Natal?"

*Por Carlos Cruz

Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as vendas de Natal de 2017 devem movimentar R$ 34,3 bilhões no varejo, o que representa uma expansão de 4,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Apesar de a retomada ser lenta, o Brasil apresenta bons sinais de melhorias na economia e, consequentemente, na área de vendas. 

 

Outro fator importante que impacta nos dados sobre a cadeia comercial é a melhora no índice de empregos formais. Em outubro, foram criadas mais de 75 mil vagas, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), realizado pelo Ministério do Trabalho. Mas será que, diante desses índices positivos, você, gestor ou lojista, está preparado para lucrar mais neste Natal?

 

O primeiro passo da montagem de uma equipe é fazer uma avaliação para identificar se esses profissionais têm as competências básicas fundamentais como disciplina, comunicação, criatividade, adaptabilidade e empatia. E, na hora de contratar, é fundamental apostar na capacitação, já que, assim como os efetivos, os vendedores temporários representarão a marca de sua empresa. Ou seja, o mau atendimento, o despreparo e a falta de informações sobre o produto ou serviço podem afastar o cliente.

 

Outro ponto que merece atenção é a estratégia de vendas. Ela precisa estar bem estruturada para direcionar todo o esforço e a comunicação de acordo com o seu público. Qual é o perfil de vendas do seu estabelecimento? A sua loja “faz muito de pouco” ou “pouco de muito”? 

 

Vou explicar melhor: fazer “muito de pouco” significa vender muitos itens de pouco valor agregado – as famosas lembrancinhas. O ticket pode ser pequeno, mas a margem no volume torna-se alta. Dessa forma, prepare o seu estoque com grandes quantidades, pois, se o cliente entrar e não encontrar o produto que deseja, há grandes chances de ele não voltar mais.

 

No caso dos estabelecimentos que fazem “pouco de muito”, as vendas são menores em relação à quantidade, mas são de alto valor agregado e o gestor ou lojista precisa ter a atenção para atrair os compradores certos. Geralmente, eles são mais exigentes, prezam pela qualidade e bom atendimento.

 

Outra dica interessante para atrair clientes, principalmente para as lojas que ficam em shoppings, é promover alguma bonificação como algum sorteio especial de Natal. Mais importante que qualquer promoção, porém, é ter em mente que o comprador deseja ter acesso ao que busca rapidamente. Portanto, organizar as gôndolas e vitrines também é essencial.

 

*Carlos Cruz é diretor do Instituto Brasileiro de Vendas (IBVendas) – www.ibvendas.com.br

 

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.