Descubra como identificar um botijão de gás falsificado

Com preço abaixo do mercado, eles trazem risco de explosões ou incêndios.

Foto sobre "Descubra como identificar um botijão de gás falsificado"

Da Redação Foto:reprodução pixabay.com

O gás liquefeito de petróleo, ou gás GLP, é o combustível mais utilizado nos fogões das residências brasileiras. Equipamentos industriais e alguns sistemas de aquecimento também são movidos pela mesma fonte. Gerado a partir do processo de extração do petróleo, o gás é pressurizado até alcançar o estado líquido e armazenado em vasilhames de diversos tamanhos, os famosos botijões de gás.

 

Embora os revendedores de gás GLP tenham que obedecer a restritas normas de segurança para comercialização do produto, não é difícil encontrar botijões falsificados. Com preço abaixo do mercado, eles trazem risco de explosões ou incêndios. Quais cuidados são necessários ao comprar seu gás de cozinha?

 

Confira o peso do vasilhame

 

O botijão de cozinha tradicional pesa 13 quilos, porém revendas clandestinas costumam pegar botijões cheios e esvaziar parte de seu conteúdo. Em seguida, preenchem este vazio com água ou líquidos inflamáveis, alterando a qualidade do produto. O peso dos vasilhames acaba afetado, pois o manuseio deles é feito inadequadamente.

 

Fique atento ao peso na hora de comprar o seu gás. As revendedoras autorizadas têm balanças certificadas pelo Inmetro para atestar o peso correto do botijão e também tem um melhor controle de qualidade do seu produto.

 

Aspecto físico do botijão

 

Os botijões feitos a partir de uma liga metálica, por vezes aço-carbono, oferecem mais resistência e durabilidade. Portanto, vasilhames com amassados, pinturas mal acabadas, ferrugens ou fissuras possivelmente contêm vazamentos.

 

Vasilhames adulterados podem receber uma camada de tinta para manter a aparência nova enquanto o seu interior já está comprometido. Então observe o aspecto das pequenas peças (veja se roscas ou válvulas estão danificadas).

 

Identificação do produto

 

Os botijões devem conter informações de contato da distribuidora. Com lacre, etiqueta de identificação e inscrição em alto relevo.

 

Revendedores autorizados pela ANP (Agência Nacional do Petróleo) são preparados para atender com qualidade e ajudar a solucionar dúvidas ou problemas – fachadas de comércios legalizados têm de expor placa com razão social, CNPJ, número de autorização da ANP e capacidade de armazenamento de seus botijões.

 

Também é importante seguir as instruções do fornecedor de gás GLP e dos equipamentos movidos a gás. Em caso de vazamentos, abra portas e janelas, não acenda faíscas, mantenha todos afastados do local de ocorrência e acione imediatamente o Corpo de Bombeiros.

 

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.