Previsões Astrológicas para 2022: O que os Astros dizem sobre Brasil, Eleições, Saúde e Finanças?

Sol em destaque e uma conjunção entre Júpiter e Netuno trazem esperança, mas revelam que precisamos tomar cuidado com enganos e falsos profetas

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
Foto sobre "Previsões Astrológicas para 2022: O que os Astros dizem sobre Brasil, Eleições, Saúde e Finanças?"

Por Adriana Gimenes Pim

Olá! Sou Médica e Astróloga.

Recentemente me debrucei sobre as Previsões Astrológicas para o ano que se inicia, para saber o que os Astros nos reservam para aquelas áreas que têm sido as maiores preocupações dos Brasileiros: Economia, Pandemia, Eleições.

Antes, gostaria de dizer que o Ano Astrológico não coincide com nosso Ano Civil. O Ano Astrológico começa em Março, com o ingresso do Sol no signo de Áries. Isso acontecerá em 20 de Março, às 12h33.

Ah, e não teremos um planeta específico que vai reger o próximo ciclo. Teremos, sim, planetas mais em evidência do que outros. Para começar, quem estará mais alto e em maior evidência no céu será próprio Sol; porém, o Sol virá acompanhado de Netuno.

 Teremos em 2022 uma conjunção entre Netuno e Júpiter. Júpiter é considerado o grande benéfico do zodíaco. Júpiter traz sempre esperanças. Porém, ele não vem tão bem acompanhado assim...

 Netuno, por sua, vez fala de coisas boas como transcendência, iluminação, compaixão; todavia, traz à tona questões não positivas como enganos, mentiras, falsos profetas e doses de escapismo.

Economia: Olhando para o Mapa do Brasil, essa conjunção acontece justamente na Casa 2, que se relaciona com o dinheiro. Podemos ter esperança em relação ao ganho financeiro, contudo, precisamos de atenção redobrada com estes falsos profetas das finanças, investimentos que prometem milagres e assim por diante. Atenção em como usar o dinheiro.

Outra questão que a gente observa é uma concentração de planetas na Casa 8, que diz respeito a Impostos. A presença de Marte e Saturno nesta Casa, que são considerados planetas “maléficos”, revela que podemos ser surpreendidos pelo Governo com o aumento de impostos, por exemplo.

Empregos, Trabalho: Temos a conjunção de Saturno com o Ascendente do Brasil. Saturno é um planeta que coloca limites, traz realidade e cobra responsabilidade.

Será um período de muito trabalho, com ganhos a médio, longo prazo. Teremos um período de trabalho e esforço para recuperação, sempre com aquela atenção no dinheiro.

Pandemia: A Pandemia não deverá ter o peso que ela teve no início, com a vacinação protegendo a população. Astrologicamente não conseguimos visualizar uma Pandemia tão brutal como quando ela se iniciou (por uma conjunção de quatro planetas em Capricórnio).

O que a Pandemia revela é que devemos mudar nossa maneira de existir e pensar mais no coletivo para que vidas sejam preservadas. Vacina para todos ou a Pandemia voltará... E, ainda, devemos ter alguns surtos, mutações, novas variantes, mas ela não deve se estender tanto.

Surtos e Epidemias no Brasil, como a Influenza, são questões que Netuno nos traz. Alimentação, Saneamento e cuidados com a Higiene e Vacinação são as questões que devem ser olhadas pelos Governantes.

Eleições: Astrologicamente, seguiremos vivendo na era das Fake News por mais um tempo. Notícias sem respaldo científico. Notícias sem comprometimento com a Verdade. Este aspecto, evidenciado com a presença de Netuno, pede muito cuidado nas decisões.

Ilusão. Engodo. Aspectos nebulosos, onde não conseguimos definir o que é Verdade e o que não é. Pouca visibilidade. Neste cenário acontecerão as eleições em nosso País.

Antes do segundo turno teremos um Eclipse, que vai pegar Marte no Brasil  - e que fala de presidente e da parte executiva. Podemos, então, ser surpreendidos por notícias bem complexas envolvendo os personagens do poder.

Um pouquinho sobre a Astrologia: A Astrologia estuda a relação dos corpos celestes com a Terra e é baseada nos sete princípios herméticos, dentre eles o “Princípio de Correspondência”, que é uma lei que diz: “o que está em cima é como o que está embaixo, e o que está embaixo é como o que está em cima”.

Essa ressonância da ‘Correspondência’ – entre macro e micro - é uma lei que impacta nossas vidas, pois tudo é coeso e interligado -, e pode ser percebida por meio da observação da própria natureza e de seus ciclos. Por exemplo: solstícios, equinócios e o início das estações do ano correspondem ao ingresso do sol nos Signos Cardinais.

Fazer uma leitura astrológica situa a pessoas nas diversas áreas da vida. É autoconhecimento. É saúde se olharmos saúde de forma abrangente, integrativa.

Adriana é Médica Otorrino e Astróloga formada pela ‘Gaia Escola de Astrologia’.

Primeiro Céu Astrologia, Akasha – Saúde Integrativa

@primeiroceuastrologia

Informações à Imprensa: Malu Abib Conteúdos – 55 (11) 9 9519 0239 | @maluabibconteudos #marketingcomalma

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.