SP anuncia parceria com investimento de R$ 150 milhões em startups

Primeiro edital irá selecionar negócios de base científica e tecnológica para receber até R$ 1,2 milhão cada

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação / Governo de São Paulo
Foto sobre "SP anuncia parceria com investimento de R$ 150 milhões em startups"

O vice-governador Rodrigo Garcia anunciou nesta quinta-feira (22) parceria da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, e o Sebrae-SP para apoiar o desenvolvimento de startups de base científica e tecnológica em todo o Estado com investimento de R$ 150 milhões em seis anos.

"Ao lado da prioridade do nosso Governo de enfrentar a pandemia, tivemos um olhar específico para as outras ações de Governo. A pandemia mudou muita coisa na vida da gente, mas reforçou outras e o apoio à ciência, o apoio à pesquisa, mais do que nunca foi valorizado em São Paulo", afirmou Garcia.

A expectativa da parceria é financiar cerca de 200 projetos dentro do Programa PIPE (Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas). A novidade é que, além do apoio à pesquisa, viabilizado com os recursos da FAPESP, os recursos do Sebrae poderão ser utilizados pelas empresas para ações de acesso ao mercado e desenvolvimento de provas de conceito junto a grandes empresas de tecnologia. O Sebrae oferecerá ainda atendimento especializado às startups científicas.

"A FAPESP inovou muito nestes últimos dois anos, avançou na pesquisa aplicada, trouxe para perto o Governo, nos perguntou quais são os maiores desafios, co-investiu com Governos e com empresas e trouxe as startups para que pudessem fazer parte desse ecossistema. O anúncio de hoje é um grande salto nesta direção, é trazer cerca de 200 pequenas empresas, pelo menos, de até 250 funcionários, para que possam dar o próximo passo. Não somente em avanço tecnológico, mas disponibilização de seus produtos e serviços, para melhorar a vida dos nossos cidadãos", afirmou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen.

O primeiro edital, no valor de R$ 25 milhões, apoiará a pesquisa para o desenvolvimento de inovação em todas as áreas do conhecimento, selecionando 20 startups que receberão, cada uma delas, até R$ 1,25 milhão cada não reembolsável. Esses recursos devem ser utilizados para financiar as etapas de pesquisa e desenvolvimento (R$ 1 milhão), assim como auxiliar nos aspectos de gestão empresarial, como o desenvolvimento comercial, participação em feiras, internacionalização e captação de investimentos (R$ 250 mil).

Publicidade:
Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.