Assessoria desmente fala de Marco Vinholi sobre filiação partidária do vice-prefeito de São Roque

Frase foi divulgada em um release encaminhado à imprensa, que falava a respeito da filiação de Maique Boccato ao PSDB

Foto: Divulgação
Foto sobre "Assessoria desmente fala de Marco Vinholi sobre filiação partidária do vice-prefeito de São Roque"

A assessoria de imprensa de Marco Vinholi enviou ao JE uma nota de esclarecimento desmentindo que o secretário de Desenvolvimento Regional e presidente estadual do PSDB tenha dito uma frase divulgada em um release sobre a filiação do vice-prefeito de São Roque, Maique Boccato, ao partido.

Segundo o texto, que foi encaminhado à imprensa na última quarta-feira (14), Vinholi teria dito que “é uma alegria receber o Maique em nosso partido, que está junto com o prefeito de São Roque, Guto Issa, que tem feito um governo surpreendente e transformador. Essa filiação é muito representativa, marca uma nova fase na relação do PSDB com São Roque”. No entanto, a equipe do presidente estadual do partido esclareceu que a frase em questão jamais foi dita por ele.

Filiação de Maique

No dia 15 de julho, o presidente do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) de São Roque, Marquinho Arruda, afirmou que desconhece a filiação do vice-prefeito ao partido. O anúncio de que Maique Boccato teria assinado a ficha de filiação ao PSDB foi realizado na noite anterior.

O release que informou a migração partidária dizia que a filiação de Maique ocorreu a convite do presidente estadual do partido, o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, e que a ida do vice-prefeito para o ninho tucano reuniu autoridades e lideranças políticas do Estado de São Paulo, como o vice-governador Rodrigo Garcia e o próprio Vinholi.

O texto ainda declarou que a migração partidária de Boccato tem apoio da gestão estadual e do governo do prefeito Guto Issa. “Marco Vinholi é um grande amigo, parceiro de São Roque e, com a força do governo do Estado, tem ajudado muito com investimentos na cidade. Fiquei muito lisonjeado com o convite de um projeto amplo que busca a transformação da vida de quem mais precisa, com base no desenvolvimento econômico e social”, declarou Maique Boccato na ocasião.

Diante disso, o Jornal da Economia procurou o vice-prefeito por diversas vezes para que ele falasse mais a respeito da filiação, mas até o fechamento desta reportagem, não teve resposta. Além disso, nossa redação entrou em contato com o Diretório Municipal do PSDB na quinta-feira (15), que através do presidente Marquinho Arruda, afirmou desconhecer essa migração partidária.

“A regra, nos termos do artigo 5 e parágrafo 1 do estatuto, é a de que a filiação partidária deve ser realizada perante o Diretório Municipal, podendo, facultativamente, realizar-se em Diretório Nacional. No entanto, a filiação perante a Estadual só é permitida quando no Município não existir diretório constituído, o que não acontece neste caso”, explicou Arruda, ressaltando que a filiação deve ser realizada no Diretório Municipal ou, de maneira facultativa, no Diretório Nacional, mediante prévia notificação na sede partidária do município, para que a mesma seja manifestada no prazo de cinco dias.

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.