Policia Civil de São Roque esclarece homicídio na Vila Amaral e procura acusado

Rapaz de 21 anos matou padrasto segundo investigação da polícia

Fotos: Divulgação
Foto sobre "Policia Civil de São Roque esclarece homicídio na Vila Amaral e procura acusado"

Policiais Civis de São Roque esclareceram um homicídio ocorrido nesta terça-feira (24) na região do bairro Vila Amaral. Segundo as autoridades, o caso teve início quando a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de disparo de arma de fogo ocorrida na Rua Primeiro Sargento Aguinaldo Aparecido Ferreira.

No local, os PMs encontraram uma mulher que estava nervosa em frente à casa e que informou que discutia com seu marido, quando um desconhecido desceu de um veículo vermelho, entrou no seu quintal e efetuou disparos de arma de fogo contra a vítima, identificada como o pedreiro Elias Venâncio da Silva Filho, de 44 anos.

O matador então teria fugido do local após o crime e, apesar da PM ter solicitado a equipe de resgate para atender a vítima, que foi encaminhada a Santa Casa de São Roque, Elias não resistiu aos ferimentos e morreu.

Após a morte, a equipe da Polícia Civil se dirigiu à casa onde ocorreu o crime, porém ao conversarem com a esposa da vítima, perceberam que esta entrou em contradição enquanto contava sobre a morte do marido. Desconfiados da versão da mulher, os agentes então levaram a testemunha para a Delegacia de São Roque, onde novamente foi questionada sobre o fato e novamente acabou caindo em contradição, até que finalmente acabou confessando o que houve no dia do crime.

Ela acabou relatando que há anos vinha sofrendo violência doméstica por parte do companheiro e hoje, após sofrer novas agressões e ameaças, o filho dela de outro relacionamento, um rapaz de 21 anos e que trabalhava como ajudante de pedreiro, interveio na briga e foi ameaçado de morte por Elias. Em seguida, Elias teria corrido atrás da esposa para agredi-la novamente e então o rapaz, armado com uma arma de fogo, atirou na direção de Elias, que foi atingido no peito e no dedo da mão, caindo sem seguida na cama do quarto.

Após atirar contra o padrasto, o rapaz teria pedido desculpas à mãe, dizendo que não aguentou as ameaças e humilhações praticadas por Elias e por isso praticou o ato, fugindo do local em seguida. 

O corpo de Elias foi encaminhado ao IML de Sorocaba e a Polícia Civil aguarda o laudo sobre a morte do homem, que ficará pronto em 30 dias. As buscas pelo rapaz continuam por parte da Polícia Civil.

" Segundo relatos da companheira da vitima, a mesma sempre sofreu violência doméstica por parte da vitima no entanto nunca lavrou boletim de ocorrência pois tinha dó do marido. O enteado não registra antecedentes criminais e pelo que foi apurado também sempre presenciou a violência doméstica sofrida pela mãe. O acusado trabalha como ajudante de pedreiro, é usuário de drogas e não registra antecedentes criminais.Graças à agilidade da equipe de investigação no sentido de colher no local informações importantes levando a mulher à contradição e somente assim conseguimos esclarecer o crime. Agora as buscas voltam ao autor do crime na tentativa de localizá-lo bem como encontrar a arma de fogo", informou Anderson Góes, Escrivão de polícia chefe da Delegacia de Polícia de São Roque.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.