Polícia Civil de Araçariguama prende procurado por homicídio no Paraná

Rapaz de apenas 20 anos matou um agricultor em 2019

Da Redação: Rafael Barbosa
Foto: Reprodução / Umuarama Ilustrado
O revólver calibre 38 apreendido em Cascavel após um assalto seria o mesmo usado na morte do agricultor de Perobal (divulgação foto Polícia Civil)

Policiais Civis de Araçariguama prenderam na tarde desta quinta-feira, um homem procurado pela Justiça por ter matado um agricultor no estado do Paraná. Segundo as autoridades, a prisão foi fruto de uma denúncia anônima, que informou aos policiais que um morador de São Roque, que havia morado no Paraná, estava foragido da Justiça após cometer um crime no estado e que teria voltado à cidade são-roquense.

Após receber a denúncia, as autoridades realizaram uma extensa investigação, não apenas apurando o crime cometido no Paraná, seja através de registro oficiais e notícias da mídia, mas também realizando buscas pela região à procura do suspeito, que foi localizado no bairro Guaçu. A ação de captura envolveu cinco policiais, porém o acusado não resistiu à prisão e foi encaminhado para a Delegacia de Araçariguama, onde posteriormente foi removido para o Centro de Detenção Provisória de Capela do Alto.

O crime

PUBLICIDADEAnuncio CB 31/01/2020

O rapaz, de apenas 20 anos, confessou às autoridades paranaenses ter matado o agricultor Kazuo Sakata, de 77 anos, no dia 25 de julho de 2019, após uma tentativa de assalto no sítio Esperança, em Perobal, há 19 km de Umuarama (PR).

Segundo informações do portal Umuarama Ilustrado, o homem foi morto com um tiro pelas costas enquanto ele e a esposa tentavam se esconder do criminoso, que havia chegado à residência atirando por acreditar que a vítima estaria armada.

O criminoso foi preso na cidade de Guaíra, também no Paraná, na tarde de 30 de julho após roubar um carro e sequestrar um casal em Cascavel (PR). Ele foi posteriormente transferido para Cascavel onde acabou confessando o latrocínio após a polícia encontrar uma troca de mensagens sobre o crime em seu celular.

Mesmo sendo preso na época, o marginal se encontrava atualmente foragido das autoridades até ser capturado pela Polícia Civil de Araçariguama.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.