Prefeitura e Sindicato tentam contato com RB Health após demissão massiva em São Roque

Mais de 250 funcionários perderam seus empregos

Da Redação: Rafael Barbosa
Foto: Rafael Barbosa
Foto sobre "Prefeitura e Sindicato tentam contato com RB Health após demissão massiva em São Roque"

A Prefeitura de São Roque e representantes do Sindicato dos Trabalhadores Indústria Art. Borracha tentam entrar em contato com a empresa após a demissão massiva de mais de 250 funcionários, ocorrida nesta terça-feira (04).

Segundo representantes do movimento sindical, eles foram informados sobre a demissão em massa no mesmo dia dos demais funcionários e assim buscam agendar uma reunião com representantes da multinacional para saber as causas da demissão em massa e negociar melhores benefícios aos funcionários.

Questionada pela nossa reportagem durante o evento, o Prefeito Cláudio Góes informou que o governo são-roquense também tem tentado contato com a empresa para tentar convencê-la a ficar e instalar outro produto na cidade.

PUBLICIDADEAnuncio CB 05-11-19

“Estamos trabalhando para que eles venham instalar um outro tipo de produto nesta unidade. Se os preservativos foram para outro lugar, onde a fabricação é mais barata, então que eles tragam outro produto para cá. Estamos procurando para ver se conseguimos otimizar a fábrica que está em São Roque”, afirmou o Prefeito Claudio Góes.

A situação da geração de empregos na cidade gerou preocupação nos munícipes após a demissão em massa e, com relação a este setor,  o prefeito informou que a administração pública tem estado envolvida na busca por geração de empregos, que deve ser beneficiada com a  chegada do Aeroporto Catarina a São Roque. “A própria JHSF deve trazer mais empregos com a inauguração do Aeroporto Catarina na cidade. Tivemos uma reunião com o Diretor do Grupo, Rogério Lacerda, na segunda-feira, e pleiteei com ele que as contratações sejam realizadas através do PAT de São Roque”.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.

  • Valdreia

    Baixa o imposto que as fábricas ficam. Esse negócio de estância turística não beneficia a população não. Encarece os impostos das fábricas fazendo com que o óbvio aconteça os empresários mudam as indústrias para lugares onde o custo se torne menor com isso quem sofre as consequências é a população sanrquense.

  • Adriana

    Eles só queriam a marca que era concorrência deles. Compraram a marca e foram embora. Nosso País está a mercê dos outros países.

  • Isael

    Vcs fazem a propaganda Invista sua cidade Eu mesmo sou prova de que não tem como Muito imposto E quando a gente vai na prefeitura pra saber a documentação e passada pra gente todos hora coisas erradas Aí VC tem que estar voltando toda hora pra resolver coisas erradas passadas pelos funcionários da prefeitura Eu já não invisto nada aqui mais Já investi em outra cidade

  • Alex André Santos Vianna

    Boa tarde meu nome é Alex gostaria de saber quais dos dois fez nada Daniel ou Claudio Gomes

  • Wladimir

    Com isso não se brinca. O prefeito tem que ser pro-ativo. Antes que isso ocorra, tentar salvar os empregos do Município. Falta visão estratégica. É por isso que o Ministro Guedes está propondo eliminar os Municípios Inviáveis. Pura falta de gestão. E , os vereadoes... dormindo em berço explêndido. E ainda pensam em reeleição. ACORDA SÃO ROQUE.

  • Luciano

    São Roque tem imposto mais. Alto do estado

  • Felipe

    Se fizermos uma pesquisa superficial veremos que a RB também é dona da marca Durex, de preservativos. Está foi uma estratégia comercial. Comprar a concorrente e depois desaparecer com a marca adquirida. Cabe agora aos órgãos reguladores analisarem se está tomada de decisão por parte da RB é realmente valida em termos jurídicos. Será que o CADE não previu isso? Sei lá.

  • Jaime Benedito Pinto

    multi nacional está cagando e andando para o povo Brasileiro. Compraram a marca só para deixar de produzir e vender a marca dela. E quando privatizar tudo, nós não vamos ter nem água para beber, nem gasolina para por em nossos carros. A nossa maior crise é de credibilidade, que empresa séria vai investir em um pais sem lei para punir corruptos, aonde a casta política está acima da lei.... ESQUEÇA JÁ SOMOS UMA VENEZUELA...