Prestes a completar 90 anos, criador Antônio Prata aposta no crescimento do mercado de touros em 2019

A Prata Agropecuária aumentará a oferta de reprodutores neste ano e prepara a 22ª edição de seus dois tradicionais leilões

Assessoria de imprensa
Foto sobre "Prestes a completar 90 anos, criador Antônio Prata aposta no crescimento do mercado de touros em 2019"

O pecuarista brasileiro está apostando em um cenário mais positivo para o agronegócio em 2019 e já trabalha para elevar a oferta de animais de qualidade genética superior neste ano. De olho no aquecimento do mercado, o criador Antônio Renato Prata vai ampliar sua oferta anual de touros e matrizes em 20%, chegando a 350 exemplares, e, ainda, realizar dois leilões para a venda de animais puros e cruzados das raças Braford, Brahman, Brangus e Nelore Mocho. Será a 22ª edição dos dois tradicionais remates da Prata Agropecuária, que marcarão as comemorações dos 75 anos de atuação do criador na pecuária (57 deles dedicados à seleção de Nelore Mocho) e de seus 90 anos de idade. “Apesar de o melhoramento genético ser um investimento em longo prazo, os resultados no rebanho brasileiro são notórios ano após ano. Um exemplo é a valorização do preço do bezerro, que foi subindo à medida que os pecuaristas passaram a investir mais em genética de ponta, produzindo animais de qualidade superior”, acredita Pratinha, como é conhecido no setor.

O criador ressalta que, com as margens de lucro apertadas, é preciso investir em touros e vacas de qualidade comprovada para conseguir fazer a pecuária de ciclo curto (com menor tempo de produção e maior produtividade) e, assim, melhorar a rentabilidade do negócio. “Tenho muita fé na pecuária brasileira. Em 2018, tivemos uma leve recuperação do preço da arroba e, se as projeções para a retomada da economia em 2019 se concretizarem, teremos um cenário mais favorável, que levará os produtores a investirem ainda mais em touros melhoradores”, acredita.

Para a 22ª edição do Leilão Fazenda Dois Irmãos, na fazenda da Prata Agropecuária, em Tarabai/SP, serão ofertados em torno de 150 animais Nelore Mocho e Brahman (das pelagens vermelha e baio). O evento será em 31 de agosto, um dia após Pratinha completar seus 90 anos. O segundo remate da Prata Agropecuária em 2019 será o 22º Leilão Brangus e Braford, que ocorrerá durante a Exposição de Presidente Prudente, em setembro. “Estamos mantendo a tradição dos leilões presenciais no Brasil e com vendas apenas no local do evento, apesar de o formato virtual estar crescendo ultimamente, pois acreditamos que é uma oportunidade para o produtor conhecer mais sobre as raças ofertadas, melhoramento genético e sobre o nosso trabalho de seleção. Temos compradores de vários estados, sendo que muitos deles participam há mais de 15 anos do leilão”, destaca Pratinha.

PUBLICIDADEJORNAL DA ECONOMIA JE

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.