JE entrevista candidato a prefeito Ronaldo Alves

Política

Foto

O Jornal da Economia continua sua série de entrevistas ao vivo em diversas plataformas digitais com os candidatos a prefeito de São Roque.

O segundo convidado candidato foi Ronaldo Alves (PSL), cartorário,  empresário, e que atuou por muitos anos como presidente do Conseg (Conselho Municipal de Segurança) de São Roque e que falou um pouco sobre seus planos para a cidade caso seja eleito.

A ordem de entrevistas segue o sorteio que foi feito ao Vivo pelo Jornalista Carlos Mello, que comandou também este bate papo sobre a visão do candidato para a cidade e cujo material completo pode ser visto na TV JE, através do www.jeonline.com.br , e de nossas páginas no Facebook, Youtube e Instagram. Confira abaixo os principais pontos abordados neste bate papo e o vídeo completo da entrevista. 

Segundo o candidato, sua atuação no ramo empresarial (através da Solo Regular) e sua vivencia como membro do Conseg fez com que ele conhecesse a cidade e seus problemas a fundo e seu desejo de ver o município superar suas deficiências e atingiu todo o seu potencial e o levaram a buscar a prefeitura.

“São Roque é a ‘Bola da Vez’ e ela vai, apesar das dificuldades crescer nos próximos anos, sem dúvida nenhuma”, comentou

Expandindo a Cultura

Segundo Ronaldo, São Roque é uma cidade tradicional, com suas festividades antigas como as Festas de Agosto, além de centros culturais e históricos como a Brasital e a Capela de Santo Antônio que como outros pontos, podem ter seu potencial cultural expandido.

As propostas são ampliar a atratividade turística, como apresentações e exposições, em polos centrais como a Brasital, cuja segurança terá que ser reforçada, porém também levar estes eventos as regiões mais afastadas,  que poderiam ser realizados nas escolas por terem uma estrutura que comporta  a visita da população. “Temos a intenção de transformar as escolas em polos propagadores de cultura e também de cidadania”, comentou.

Projeto e verbas federais

Segundo Ronaldo, a situação econômica afeta todo o país, porém existe verba Federal que poderá ajudar a cidade a enfrentar esta crise, e que estão à espera de bons projetos da Prefeitura e que sejam desenvolvidos para que sirvam a população e que possam auxiliar a volta da cidade ao seu crescimento econômico.

Segundo o candidato, com a base sólida partidária, como o PSL será possível desenvolver projetos que contem com o apoio de deputados e senadores que possam ajudar a vinda de verbas para São Roque, tornando realidade propostas que sirvam a população.

Mais atenção a saúde base

O candidato afirma que São Roque enfrenta uma dificuldade crescente de ter apenas um único hospital que atenda pelo SUS na cidade.  Porém a cidade tem que dar atenção aos Postos de Saúde, principalmente em distritos que cresceram tanto como Mailasqui, que precisam de uma estrutura de atendimento mais reforçado, além de reimplantar serviços importantes como é o caso da hemodiálise. 

Uma outra solução para os atendimentos, que as vezes demoram muito para serem marcados, seria utilizar a estrutura de saúde particular da cidade para atender a população através de convênios. “Estes tratamentos e consultas serão feitas através de um sistema que hoje não é público, mas através de um  convênio com a prefeitura poderia atender a esta população que hoje tem que esperar meses ou anos para ter uma consulta com um especialista.

Casa da Mulher

Entre os projetos de cunho social está a implantação de uma Casa da mulher, onde elas possam ser amparadas em suas necessidades, sejam elas por questões de segurança ou qualificação profissional.

Melhorar a Educação

Segundo o candidato, a queda de São Roque nos índices do IDEB mostra que a qualidade de educação tem caído na cidade. Para isso é importante investir em internet para os alunos, investir na manutenção das escolas, uma grade curricular melhorada, valorização dos profissionais e uma maior participação da família no desenvolvimento estudantil, elemento que viria com a implementação de um programa chamado “Família na Escola”.

“Queremos abrir as escolas municipais para as famílias, para que elas defendam a melhoria na educação, já que é a partir delas que isso poderá ocorrer juntamente com o poder público, professores e funcionários da educação”, comentou.

Regularização e habitação

Ronaldo comenta que São Roque cresceu desordenadamente fazendo com que muitas pessoas vivam em áreas de risco. Para isso é preciso que a prefeitura faça um estudo de sua população para saber quem eles são e onde vivem e realizar uma regularização fundiária na cidade, atividade que não tem sido feita adequadamente nesta gestão.

“Traduzindo o que fala um amigo nosso do Ministério das Cidades: Se grande parte dos recursos que foram utilizados para construção civil através de programas como Minha Casa Minha Vida, fosses usados para regularização fundiária e para a implantação de infraestrutura de loteamentos irregulares, o problema habitacional estaria sendo resolvido de forma orgânica”, comentou, ao falar que o terreno irregular muitas vezes é vendido mais caro que o regular.

Turismo em São Roque

Ronaldo afirma que o Turismo é uma solução para a cidade de São Roque, pois atrai, empreendimentos, turistas e move a economia municipal. Porém apesar de todas as qualidades o turismo não estaria sendo bem direcionado e assim a proposta do candidato é criar uma Diretoria de Turismo que entenda a situação da cidade e leve o turismo para outras partes da cidade além do Roteiro do Vinho, como o próprio centro municipal, Saboó e outros locais.

“Existem empresas na região que poderiam ser parceiras em um projeto público privado para, por exemplo, um festival de inverno em São Roque com música, lazer, gastronomia e onde empresas pudessem expor seus nomes e marcas e vender a sua imagem”, comentou.

Transporte de qualidade

O candidato a prefeito afirma que a cidade precisa passar por uma reestruturação do seu transporte público, que passa pela licitação para que uma outra empresa possa operar na cidade, disse  que será preciso estudar as linhas utilizadas na  cidade, para que seja integrado um sistema de transporte que atenda a população dignamente.

 Emprego e preparação

A geração de emprego é um problema não só em São Roque, mas em todo o país e embora a vinda de empresas como a XP Investimentos prometam gerar empregos, esta oportunidade também deve ser oferecida a empreendimentos de outras matrizes econômicas, para que mais empresas cheguem a cidade, numa ação que deve vir junto de uma melhor formação da mão de obra são-roquense, para que não fique restrita a trabalhos de secundários e que precisem de pouca preparação.

Segurança em São Roque

Ronaldo afirma que o investimento em segurança deve começar pela Guarda Municipal assim como ocorre em municípios vizinhos, onde melhores carros, equipamentos e qualificações ajudam a guarda a expandir suas atividades para outros pontos de atuação, como o monitoramento ambiental. “Temos aí a Guarda Municipal para ser valorizada, nos seus componentes atuais e novos, porque a GCM precisa ser maior”, diz Ronaldo.

Comentários: