Medidas simples aumentam durabilidade e segurança dos pneus

A prioridade do consumidor deve ir além de comprar pneu barato somente.

Foto sobre "Medidas simples aumentam durabilidade e segurança dos pneus"

Da Redação Foto: internet

Após trocar os pneus do carro, os consumidores costumam se esquecer da manutenção desse item tão importante. A prioridade do consumidor deve ir além de  comprar pneu barato somente. Deve-se adquirir produtos que sigam rigorosamente as especificações técnicas do fabricante. Medidas simples de prevenção e manutenção podem aumentar significativamente a vida útil dos pneus, além de garantir a sua segurança.  Confira dicas para evitar o desgaste excessivo e precoce dos pneus do seu veículo.

 

Calibre adequadamente

 

Calibrar os  pneus de forma correta é uma das medidas mais importantes a serem tomadas. As Informações sobre a calibragem ideal são encontradas nos manuais dos veículos. Seguir as instruções corretamente garante que os pneus do seu carro trabalhem com condições adequadas de pressão interna. Um pneu mal calibrado pode ter sua vida útil diminuída, além de  causar riscos à segurança do veículo. Se a pressão interna está abaixo da indicada, o pneu esquenta mais rapidamente, causando aceleração do  desgaste, além de provocar perda de estabilidade nas curvas devido ao maior contato com o solo. Quando murcho, o pneu pesa a direção, consumindo mais combustível.

 

Por outro lado, se calibrado acima do indicado, o pneu tenderá a  apresentar  maior desgaste, o que também provoca instabilidade nas curvas, visto que a área de contato com a pista fica reduzida. Verifique constantemente a calibragem dos seus pneus e nunca se esqueça de calibrá-los mensalmente e antes de viajar.

 

Faça o rodízio de pneus

 

Trata-se de uma iniciativa simples e eficaz. O rodízio serve para compensar a diferença de desgaste entre os pneus, alternando as suas posições. De acordo com especialistas, a medida permite mais durabilidade e eficiência. Ao comprar novos pneus, monte-os no eixo traseiro do carro. Isso vai garantir mais controle nas frenagens de emergência, curvas fechadas e em pista molhada. No caso dos pneus de passeio diagonais, indica-se fazer o rodízio a cada 5.000 km rodados e para os radiais, a cada 8.000 km.

 

Atenção ao desgaste máximo

 

Pneus que apresentem desgaste acima de 1,6 mm de profundidade dos sulcos são considerados irregulares. Os pneus "carecas" são proibidos por lei e devem ser trocados impreterivelmente. Acompanhe periodicamente o desgaste nos sulcos dos pneus, que indicam o limite de desgaste. Um teste simples pode ser feito com uma moeda de R$ 1. Posicione-a no interior do sulco central. Se conseguir enxergar grande parte da área dourada da moeda, troque os pneus estão com desgaste excessivo e devem ser trocados. Caso não consiga ver a parte dourada, os pneus podem continuar em uso.

 

Verifique demais componentes do carro

 

De acordo com a Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip), tanto o desgaste quanto a insegurança dos pneus estão diretamente relacionados a diversos componentes mecânicos do carro. Verifique periodicamente os amortecedores, molas, freios, rolamentos, eixos e rodas. A falta de manutenção desses itens podem reduzir a vida útil dos pneus.

 

A importância do alinhamento e balanceamento

O alinhamento deve ser feito sempre que o veículo sofrer algum tipo de impacto na suspensão, a cada substituição dos pneus ou trepidação das rodas, vibração ou endurecimento da direção. Se seu carro está puxando para algum lado, provavelmente algum pneu está excessivamente desgastado. Mesmo que o veículo não apresente indícios claros de desalinhamento, recomenda-se fazer a revisão a cada 10.000 km.

 

Fazer o balanceamento das rodas também garante maior vida útil aos pneus. O desbalanceamento é evidente quando o veículo apresenta vibração, rigidez do volante, perda de tração e instabilidade. Se seu carro apresenta esses sinais, faça uma revisão urgente. As rodas devem ser balanceadas sempre que substituídas, ou a cada 5.000 km. O balanceamento é imprescindível para proteger a suspensão, a direção e a transmissão do veículo.

 
Armazenamento adequado

Pneus que não estão sendo utilizados também devem receber atenção. O armazenamento deve ser feito em locais afastados de chamas, objetos pontiagudos ou descargas elétricas. Locais arejadas, secos e ao abrigo da incidência direta do sol e da chuva são indicados. Nunca deixe os pneus próximos a produtos químicos.

 

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.