Prefeitura deve enviar verba para pagar funcionários da Santa Casa sem envolver FENAESC

Foto: Rafael Barbosa
Foto sobre "Prefeitura deve enviar verba para pagar funcionários da Santa Casa sem envolver FENAESC"
Creditos da imagem: Funcionários da Santa Casa protestaram em frente ao Paço Municipal de São Roque na manhã de quinta-feira (15).

Da Redação: Rafael Barbosa - Foto: Rafael Barbosa

A Prefeitura de São Roque deve enviar até o dia 22 de dezembro o repasse destinado a Santa Casa de São Roque para que o hospital realize o pagamento dos seus funcionários, entretanto a verba será direcionada apenas a irmandade e não a FENAESC – Federação Nacional das Entidades Sociais Comunitárias. A notícia foi divulgada por representantes do Sindicato dos Servidores do Setor de Saúde (SinSaúde) e do setor de RH da irmandade, após reunião com o departamento Jurídico da Prefeitura de São Roque, realizado na manhã desta quinta-feira (15), após uma manifestação promovida pelos funcionários da irmandade na Prefeitura de São Roque.

Os funcionários da Santa Casa entraram em greve na segunda-feira (12), após o não pagamento da 1º parcela do 13º salário, do relativo ao mês de novembro e da não entrega das cestas básicas. Segundo a Prefeitura a verba destinada a irmandade não pode ser enviado pois a FENAESC, Organização Social que hoje administra a Santa Casa não realizou até o fechamento desta matéria a prestação de contas de suas atividades no hospital. “Já foram dados todos os prazos possíveis, o último deles acabou no dia 30 de novembro, onde eles (a FENAESC) se comprometeram a regularizar esta situação, mas até o momento isso não ocorreu”, afirmou a Diretora de Saúde de São Roque Margareth Andreolli Pinto.

A profissional assim como representantes da Comissão de Saúde da Câmara de São Roque, da Diretoria de Saúde da Prefeitura Municipal, da futura Diretoria de Saúde de São Roque e do Conselho Municipal de Saúde estiveram na Santa Casa na manhã desta quarta-feira (14), para discutir a situação da irmandade no município, entretanto a reunião foi cancelada pelo interventor da irmandade Francisco Tibiriça que estava em uma reunião na Prefeitura de São Roque.

Porém a falta de prestação de contas da FENAESC tem se tornado um assunto delicado, pois segundo a administração municipal esta passa a ser impedida por ter de destinar a verba ao hospital, visto que todo o repasse a irmandade administrado pela FENAESC, que é a encarregada de gerir a a Santa Casa. Segundo o gestor de RH da Santa Casa, Ronaldo Coutinho, com a falta de prestação de contas, os repasses (na ordem de R$ 950 mil) serão feitos diretamente a Santa Casa, sem que possam ser administrados pela FENAESC. “A verba será administrada pelo Interventor da irmandade, Francisco Tibiriçá, para o pagamento do 13º integral e salários dos funcionários, além do acerto com os ex empregados da irmandade”, afirmou a nossa reportagem.

“Estamos dando um voto de confiança, mas o movimento grevista continua até que os salários sejam depositados na conta dos trabalhadores, que tem seus próprios compromissos e não podem ficar sem pagamento”, afirmou Francisco Almeida, diretor do SinSaúde.

Mesmo com o pagamento dos funcionários a situação da Santa Casa  permanece critica, ainda mais depois de uma clara ruptura por parte da Prefeitura de São Roque, que se vê obrigada a não repassar verba para uma entidade que foi indicada por ela mesma para administrar o hospital, o que pode indicar que a gestão da FENAESC na Santa Casa pode estar com os dias contados.

Nossa redação procurou a FENAESC para falar sobre a prestação de contas do hospital. O assessor de comunicação  da FENAESC Leonardo Deruiche disse  que enviaria uma nota falando sobre o caso, mas até o fechamento desta matéria, nenhuma resposta nos foi enviada. 

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.