Quem Será o Prefeito de Mairinque?

Foto: Reprodução/Internet
Foto sobre "Quem Será o Prefeito de Mairinque?"
Creditos da imagem: Candidatos Binho Merguizo e Toninho Gemente

Da Redação: Rafael Barbosa - Foto: Reprodução/Internet

Apesar do término das Eleições de 2016, Mairinque ainda não conta com um Prefeito. Apesar  de Toninho Gemente (PRP) ter sido o candidato mais votado, com 9.200  votos, a sua candidatura foi impugnada no início de setembro pela Cartório Eleitoral Municipal, devido à rejeição das contas municipais referentes a um dos anos sobre o qual exerceu seu mandato como Prefeito de Mairinque, quando teve suas contas rejeitadas tanto pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, quanto pela Câmara de Mairinque.

Nossa redação chegou a conversar com a época de sua impugnação com Gemente, que afirmou que recorre da decisão e que à decisão do Cartório Eleitoral Municipal seria contraria o entendimento do Tribunal Regional Eleitoral (TER) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Gemente também afirma que a rejeição de suas contas são referentes ao ano de 1992, processo que foi arquivado pelo Ministério Público, pois o órgão não teria constatado nenhum dolo ao erário público. “Não sofro nenhuma ação por improbidade e tão pouco por processo criminal ou criminal eleitoral. Por tanto estou, como sempre estive, tranqüilo com relação a minha candidatura ao governo de Mairinque”, afirmou na época. Nossa redação não conseguiu entrar em contato com o candidato até o fechamento desta edição.

Entretanto, mesmo impugnado Gemente continuou com sua campanha, mas devido a sua situação eleitoral, seus votos não foram considerados válidos, o que reelegeria o atual governante Binho Merguizo, do PMDB, que alcançou a marca de 8.895 votos. Porém como o Binho não alcançou a marca de mais de 50% dos votos, criou-se um impasse sobre quem irá assumir o governo mairinquense.

A decisão ficará a cargo da Justiça Eleitoral, que deve decidir até o final de outubro. “Existe uma resolução do TSE que prevê o calendário eleitoral, que estabelece que até o dia 1 de novembro deve diplomar os candidatos eleitos em primeiro turno. Então acredito que até este dia o tribunal eleitoral deva julgar esta ação”, afirmou o Juiz Eleitora de São Roque Flávio de Carvalho em entrevista concedida ao jornalista Vander Luiz.

De acordo com o Juiz, no seu entendimento da lei , não deve haver novas eleições em Mairinque já que tanto o candidato quanto seus eleitores sabiam que seus votos em Gemente poderiam ser invalidados pois a sua candidatura já se encontrava indeferida antes das eleições. Entretanto a decisão cabe ao Tribunal Eleitoral, que avalia o caso neste momento.

Vereadores Eleitos

Entretanto apesar da incógnita com relação a sobre quem será o chefe do executivo, os vereadores eleitos em Mairinque já estão definidos e você confere a relação a seguir: Tulio Camargo (PRP) – 1.044 votos, Professor Giovani (PCdoB) – 745 votos, Rafael da Hipica (PMDB) – 745 votos, Biula (PPS) – 608 votos, Dizão Valim (PSDB) – 605 votos, Abner Segura (PMDB) – 593 votos, Alexandre peixinho (PP) – 537 votos, Bruno Tam (PEN) – 414 votos, André do Bar (PSDB) – 399 votos, Paulo Marrom (PSB) – 389 votos, Vá (PSB) – 354 votos, Kioshi Hirakawa (PTB) – 339 votos e Pastor Kennedy Marques (PR) – 321 votos.  

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.