Mairinque recebe arte em grafite em vários pontos da cidade

Fotos: Divulgação
Foto sobre "Mairinque recebe arte em grafite em vários pontos da cidade"

- Fotos: Divulgação

Basta caminhar pelas ruas da cidade para ver os desenhos estampados em muros, prédios e vias públicas. Os responsáveis pelas artes são os jovens Bruno Felipe Souza Almeida, Nathália Azevedo e Alexandre Tavares. O muro do prédio do Bem Me Quer, no Jardim Cruzeiro, onde funciona o Centro Municipal de Reabilitação e o PS Odontológico, ganhou vida com a ilustração produzida por Bruno, professor de grafitagem e por sua aluna Nathália.

Em parceria com a Prefeitura, por meio do Departamento de Cultura, Bruno começou a desenvolver seu trabalho no município após uma turbulenta história com pichação. O artista se orgulha de suas escolhas e entende que pode ser considerado um exemplo na vida de muitos jovens.

Bruno, 23 anos, é morador de Mairinque e mudou sua vida para se dedicar ao grafite e desenvolver um trabalho social na cidade com mais de quarenta alunos. “Há alguns anos eu causei muitos prejuízos não só à Prefeitura, mas também a muitos munícipes que tiveram suas casas pichadas por mim”, relata.

Bruno conta que foi abordado pela polícia e passou por momentos difíceis. “Foi neste período que conheci a diretora municipal de Cultura, Mariana Cordeiro, que confiou no meu trabalho e me ofereceu os espaços para eu dar aulas”, relembra Bruno.

A procura pelas aulas foi grande, tanto no CEMEC quanto no Polo Barreto e, para tornar tudo ainda mais especial, Bruno passou a mostrar seu trabalho nas vias públicas e prédios da Prefeitura, que hoje têm a fachada com uma assinatura especial. “Para nós é um prazer fazer parte da história do Bruno, que hoje tem participação direta na cultura da nossa cidade”, enfatiza a diretora de Cultura, Mariana Cordeiro.

Alexandre Tavares é outro artista que se empenha para transformar paredes e muros em obras de arte. As avenidas Mitsuke e José Maria Witaker, além de outros locais no centro da cidade, ganharam vida com as ilustrações do Tavares, que começou sua carreira com pinturas em tela, mas há três anos, motivado por um artista da região, passou a se dedicar ao grafite.

“Eu já tinha experiência com pinturas em tela, mas foi o trabalho do artista aluminense Deco, que hoje expõe no exterior, que me inspirou. Pratico o grafite há três anos e fico feliz em fazer parte da cultura do município, ter minha arte reconhecida”, afirma.

Para a diretora de Cultura, Mariana Cordeiro, esse movimento cultural está crescendo e dando mais visibilidade ao município. “Apesar de termos diversos artistas envolvidos com o grafite na nossa cidade, ela não era explorada nos prédios e vias públicas. Esse movimento está crescendo e tenho certeza que nos próximos meses teremos ainda mais artes de rua para admirar em Mairinque”, finalizou Mariana.

As aulas de grafite acontecem no Cemec às quartas-feiras, das 18h as 21h, e no Polo Barreto, às terças-feiras, das 16h as 19h30. Os interessados em se aperfeiçoar nesse movimento podem procurar o Departamento de Cultura, no Cemec (11) 4718-6178 ou no Polo Barreto (11) 4718-5078, para ter mais informações.

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.