Mairinque sedia Plenária do Comitê da Bacia do Rio Sorocaba e Médio-Tietê

Foto: Divulgação
Foto sobre "Mairinque sedia Plenária do Comitê da Bacia do Rio Sorocaba e Médio-Tietê"

- Foto: Divulgação

Mairinque sediou na quarta-feira, dia 22, a Plenária do Comitê da Bacia do Rio Sorocaba e Médio-Tietê, que contou com a presença do prefeito Binho Merguizo, e também dos prefeitos de Sorocaba, Jumirim, Cerquilho, Tatuí, Alumínio, Votorantim e Araçoiaba da Serra. A reunião aconteceu no Clube Atlético Sorocabana Mairinque - CASM, e reuniu representantes da sociedade civil, órgãos do Estado e representantes das cidades que compõe a bacia hidrográfica do Rio Sorocaba e do Médio-Tietê.

Uma das principais pautas da reunião foi a deliberação sobre a duplicação da Rodovia Bunjiro Nakao, em Ibiúna. A discussão foi no sentido de não permitir que a obra cause problemas ambientais no entorno da Represa de Itupararanga.

O Comitê de Bacia Hidrográfica Sorocaba e Médio Tietê (CBH-SMT) foi formado com apoio da sociedade civil, órgãos do Estado e prefeituras em 2 de agosto de 1995, numa reunião histórica, no município de Itu. As principais preocupações compartilhadas entre os três segmentos que nortearam a formação do comitê foram a poluição das águas do Tietê e o reservatório de Itupararanga, principal manancial da bacia do Sorocaba.

O CBH-SMT, hoje, é constituído por 34 municípios, órgãos do estado e representantes da sociedade civil organizada. Em mais de vinte anos de existência, tem contribuído para o fortalecimento do sistema estadual de recursos hídricos, orientado pela Lei 7.663/91. O CBH-SMT também conta com a Fundação Agência de Bacias dos Rios Sorocaba e Médio Tietê, criada em janeiro de 2003 para apoio técnico, administrativo e financeiro ao Comitê.

Compõem o comitê as cidades de Alambari, Alumínio, Anhembi, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Bofete, Boituva, Botucatu, Cabreúva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Conchas, Ibiúna, Iperó, Itu, Jumirim, Laranjal Paulista, Mairinque, Pereiras, Piedade, Porangaba, Porto Feliz, Quadra, Salto, Salto de Pirapora, São Roque, Sarapuí, Sorocaba, Tatuí, Tietê, Torre de Pedra, Vargem Grande Paulista, Votorantim.

Durante sua fala, o prefeito Binho Merguizo ressaltou os avanços conquistados pela atual administração nas questões ambientais do município de Mairinque. “São incontestáveis os avanços que conquistamos, desde o estudo para a recuperação do lixão até o pagamento das dividas decorrentes das multas que tínhamos todos os meses pelo descarte incorreto do lixo”, colocou Binho.

O prefeito ressaltou, ainda, as parcerias estabelecidas com empresas e instituições que ajudaram na implantação de campanhas importantes para município, como a do Lixo Eletrônico, que em seis meses coletou mais de quatro toneladas de equipamentos.

Apesar dos avanços, o prefeito ponderou que a falta de apoio da Câmara Municipal também trouxe prejuízos para o meio ambiente. O prefeito lembrou que a cidade contabilizou, somente este ano, três derrotas na Câmara Municipal com a rejeição de projetos de suma importância para o município.

“Os vereadores obrigaram a Prefeitura a devolver R$ 3 milhões que seriam empregados na revitalização do Horto Florestal. Além disso – destacou Binho – foram rejeitados dois outros projetos de parceria com o Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro). Um deles permitiria estudos para verificar a água subterrânea do Setúbal e região e o outro transformaria o Horto numa Unidade de Conservação”.

Na Plenária, a diretora do Departamento Municipal de Meio Ambiente, Alice Martinez, pôde compartilhar mais informações sobre o processo de construção da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) do município. "A Saneaqua estava com dificuldades burocráticas para solicitar o licenciamento da ETE junto à Cetesb, mas os problemas estão sendo solucionados e esperamos que as obras sejam iniciadas o mais rápido possível", destacou a diretora.

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.