Manifestações contra Dilma ocorrem em todo o país

Da Redação / Com informações do Portal G1

As manifestações pró- impeachment da Presidente Dilma Rousseff ocorrem neste momento em todo o Brasil. Além do Distrito Federal, 16 estados realizam manifestações contra o governo Dilma (PT) neste domingo (13) – AL, BA, ES, GO, MA, MG, MS, PA, PE, PR, RJ, RO, RS, SP, SC e TO

Em São Paulo, a ação ocorreu por várias cidades. Em Indaiatuba, manifestantes se reuniram no Parque Ecológico por volta das 10h30, onde cantaram o hino nacional antes de sair em passeata. Já em Bauru, o ato terminou por volta das 11h40, depois que 10 mil manifestantes realizaram uma passeata até a Praça Portugal, onde também cantaram o hino nacional. Em Mogi das Cruzes, entre 15 e 20 mil manifestantes se concentram na Praça Norival Tavares em uma iniciativa que contou pela primeira vez com a participação Associação Comercial e Ciesp.

(Manifestação Indaiatuba - FOTO: FÁBIO ALEXANDRE/TRIBUNA DE INDAIÁ)

Entretanto, se muitas manifestações já terminaram nas cidades periféricas, ela se prepara para começar na Grande São Paulo e neste momento manifestantes já se concentram na Avenida Paulista e se preparam para iniciar o movimento as 14h.

Em Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão, o protesto reuniu cerca de 800 manifestantes segundo a PM e 5 mil segundo os organizadores, em um movimento que durou aproximadamente 1h30, em uma passeata pelas principais ruas centrais da cidade.

(Manifestação realizada em São Luiz, Capital do Maranhão - FOTO: CLARISSA CARRAMILO/G1) 

Em Brasília, os protestos realizados na Esplanada dos Ministérios também já se encerraram. No Distrito Federal, cerca de 100 mil pessoas se concentram em frente ao Congresso Nacional para protestar contra o governo.

(Manifestante em Brasília usou roupa de presidiário para protestar contra o ex-presidente Lula Foto: Gustavo Garcia / G1)

Além de protestarem pelo impeachment da Presidente Dilma, muitos manifestantes levam placas com pedidos do fim da corrupção. No Rio de janeiro, onde a população ocupou as duas faixas da Avenida Atlântica, muitas pessoas levavam cartazes com pedidos de que procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denuncie o presidente do Senado, Renan Calheiros.

(Manifestantes ocupam 8 quarteirões na Avenida Atlântica, no Rio de Janeiro - FOTO: RODRIGO GOROSITO / G1)

Acompanhe a cobertura ao vivo das manifestações através do Portal G1.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.