LGBTQIA+: Drag Queen de São Roque ganha visibilidade em São Paulo

Johann, a modelo e drag queen participa de produções renomadas como Vogue e São Paulo Fashion Week

Vivian Helen
Fotos: Divulgação
Foto sobre "LGBTQIA+: Drag Queen de São Roque ganha visibilidade em São Paulo"

Nesta terça feira (28), o movimento LGBTQIA+ se destaca em nível internacional, com celebrações e atos políticos de conscientização a favor da diversidade, sendo conhecido como o Dia do Orgulho Gay. Vitor Johann Vieira da Silva, 20 anos, modelo e drag queen, nascido e criado em São Roque conta que desde criança tinha certeza da sua sexualidade, tendo também um olhar artístico sobre a própria identidade. “Nunca me descobri, sempre tive certeza de que eu sou um homem gay, afeminado. Gostava de brincar de boneca, músicas e divas do gênero pop, buscava referências em revistas femininas, o lado feminino sempre me atraiu. Não houve uma descoberta e sim um processo de afirmação”, diz Vitor Johann.

A profissão de drag queen é uma manifestação artística, onde elementos do gênero feminino é destacado para fins de entretenimento. Quando está no palco, Victor Johann se torna “a Johann” e a sua semelhança com a cantora Pablo Vittar foi um dos motivos que o levou a ter contato com universo drag, porém, ao se mudar para São Paulo recebeu propostas de trabalhos fotográficos e ganhou visibilidade.

“Ser drag queen é uma extensão da minha personalidade, de quem eu sou. Sendo ‘a Johann’ alcanço lugares que o ‘Vitor’ não conseguiria, quando me caracterizo nos estúdios, nas boates fazendo show, atinjo um nível de personalidade muito forte, tenho poder e consigo dominar tudo. O sinônimo de drag queen é poder absoluto”, afirma Johann.

PUBLICIDADE	BANNER ACIA 28/06/2022

Além de celebrações pelo mundo todo, o dia 28 de junho destaca o enfrentamento contra a LGBTfobia, sendo um crime de agressão individual ou coletivo que tem como base crenças preconceituosas que ferem a integridade moral e física da classe LGBTQIA+. Johann ressalta a importância desta data, sendo o mês de junho dedicado para potencializar a luta do movimento, “Não só o dia 28 de junho é importante, mas sim todos os outros dias do ano, pois, todos os dias lutamos e enfrentamos problemas”, diz o artista.

Johann ao sair da cidade de São Roque deu início a carreira de modelo e drag queen com trabalhos publicitários renomados, tendo participações na Revista Vogue e no São Paulo Fashion Week. O artista fala que falta a diversidade das pessoas LGBTQIA+ no mercado de trabalho, que as oportunidades são poucas para a classe e somente por meio da conscientização social espaços serão ocupados, “Sinto falta de oportunidades no mercado de trabalho, de mostrarmos quem somos. Há muitos julgamentos, somos podados, são muitas portas que se fecham. O mercado não pode mostrar apoio apenas por meio de discursos e sim com atitudes, contratem uma trans, um gay, uma lésbica, uma drag queen para fazer um trabalho, sem dúvida é necessário criar oportunidades, afirma Johann.

Os principais ideais do movimento LGBTQIA+ são o respeito, o enfrentamento contra qualquer forma de discriminação e a defesa da liberdade de vida da classe, em todos os aspectos. Johann defende a liberdade sexual e afetiva, respeito e aceitação “O que importa é o amor, o respeito. Ser LGBTQIA+ não é uma doença, não é um problema físico ou algo contagioso, somos pessoas normais. Vamos viver o amor e o respeito, pois, essa vida passa rápido”, finaliza.

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.