ABBC implementa projetos ESG no setor bancário

Associação lança guia sobre o tema, promove curso de liderança feminina e estimula a inclusão em instituições financeiras com treinamento para Jovens Aprendizes e PCDs

Assessoria de Imprensa Foto: Divulgação
Foto sobre "ABBC implementa projetos ESG no setor bancário"

A Associação Brasileira de Bancos apresenta, uma série de iniciativas para o fortalecimento da agenda ESG no setor financeiro. A principal delas é a publicação de um guia sobre o tema para orientar as suas 110 associadas. Além dele, lançou um Programa de Liderança Feminina, um curso sobre sustentabilidade corporativa para executivos da alta liderança, um treinamento para a inclusão de Jovens Aprendizes e PCDs (pessoas com deficiência) no mercado e dois fóruns internos para debater projetos de Responsabilidade Social. “Acreditamos que a ABBC e as suas associadas podem colaborar com todas estas ações para o desenvolvimento sustentável do Brasil”, avalia Sílvia Scorsato, presidente da Associação.

 

Com mais de 40 páginas, o Guia ESG ABBC: Melhores Práticas para o Setor Bancário (disponível gratuitamente em LINK) mapeia as principais normas e resoluções emitidas pelo Banco Central sobre o tema. Também recomenda os melhores procedimentos para a gestão de riscos e apresenta as referências mundiais para elaboração de relatórios. 

 

“Buscamos dessa forma contribuir com a eficácia de nossas associadas na alocação de capital em setores e projetos que enderecem os grandes desafios socioambientais que o país enfrenta”, explica Sílvia Scorsato.

 

Dentro da mesma visão de apoio à gestão proposta pelo Guia, o novo curso “O papel do mercado financeiro na agenda estratégica ESG” chega para apoiar os executivos da alta liderança no planejamento e na execução de estratégias para o tema. As aulas on-line (inscrições no site https://cursoesgabbc.com.br/)

ocorrerão em seis encontros, sempre às quartas-feiras: 25 de maio, 1, 8, 22 e 29 de junho e 6 de julho, das 17h30 às 20h30, e serão conduzidas por convidados de amplo conhecimento no mercado, como Fábio Barbosa, diretor-presidente da Fundação Itaú e membro do Conselho do Instituto Empreender Endeavor, do Centro de Liderança Pública (CLP) e da UN Foundation; Guarany Osório, coordenador do Programa Política e Economia Ambiental do Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV EAESP; e Maria Eugenia Sosa Taborda, coordenadora para a América Latina da United Nations Environment Programme Finance Initiative (UNEP FI).

 

 

Também com a participação de grandes especialistas, a ABBC lançou o Programa de Liderança Feminina (https://mulhereslideres.com.br/), que visa repensar e apoiar a liderança das mulheres no mercado financeiro. Sob a chancela da ABBC e a curadoria da consultoria Fin4She, o curso traz seis módulos a partir de 4 de abril, sempre das 8h30 às 10h: Personal Branding (dia 4), Eneagrama (5), Design your life (7), Jornada da C-level (11), Protagonismo – você na liderança da sua vida (12) e Liderança do Futuro (14). Entre as convidadas para conduzir as aulas estão: Carolina Cavenaghi, cofundadora da Fin4She; Monalisa Gomes, country manager Latam, Espanha e Portugal da Schauer Agrotronic e conselheira consultiva da Edmond Soluções e Tecnologia – Green Fintech; e Ana Carnaúba, head da D. Influencers Univ. Corporativa da Deloitte para o Mercado no Brasil.

 

 

Ainda no escopo das iniciativas educacionais, a ABBC desenvolveu, em parceria com o CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola), o curso Introdução ao Mundo do Trabalho e Mercado Financeiro, com o objetivo de capacitar PCDs e Jovens Aprendizes para o primeiro emprego no mercado. Após receberem 97 horas de treinamento on-line, em temas como Excel, matemática e mercado financeiro, os alunos saem aptos para iniciar a sua carreira profissional. Para que as companhias possam contratá-los, basta acessar o site https://pcdjovemaprendizabbc.com.br/.

 

Fóruns de Responsabilidade Social

 

Em complemento a todas essas ações ESG, a ABBC implementou dois fóruns – o Comitê S e a Comissão S – para ampliar a participação das associadas em iniciativas de Responsabilidade Social no mercado financeiro.

 

Comitê S discute, em nível diretivo, as estratégias da Associação para o tema. É formado por membros do Conselho de Administração e pela presidente Sílvia Scorsato. Já a Comissão S reúne gestores das áreas de Responsabilidade Social dos bancos associados e busca trocar experiências sobre o assunto.

 

O primeiro trabalho formalizado, via Comitê S, foi o de doações e mentorias a organizações sem fins lucrativos. Até o fim de 2022, a ABBC pretende, com esses fóruns, construir um programa de aceleração e certificação de OSCs (Organizações da Sociedade Civil) e ONGs (Organizações Não Governamentais). Segundo a pesquisa Mapa das Organizações da Sociedade Civil, do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), o Brasil possui 815 mil OSCs em atividade. Desse montante, quase 90% não registraram trabalhadores com vínculos formais em 2020. Essas pequenas organizações necessitam de apoio em diversas áreas, tais como Compliance e Gestão em Finanças. Como o mercado financeiro tem expertise nesses setores, as instituições podem oferecer mentorias e treinamentos, além de fazer doações para que as organizações aumentem o impacto de suas iniciativas na sociedade.

 

 

Podcasts sobre ESG

 

Para orientar associados e o público em geral, a associação criou duas edições do seu podcast “Fala ABBC” sobre o tema ESG. Os episódios 46 e 47 falam sobre mulheres no mercado, qual a importância da participação feminina nas instituições financeiras e como a diversidade pode trazer impactos positivos para os negócios, com a participação de Carolina Rabelo, diretora Jurídica, ESG e Relações Legislativas da ABBC; Carol Conway, diretora de Assuntos Regulatórios Institucionais do Grupo UOL – PagSeguro, PagBank, cofundadora do Women on Board e diretora técnica da ABBC; e Kumagae Hinki Junior, diretor de Gestão de Riscos, Controles Internos e Operações do Banco Fibra e diretor técnico da ABBC. Saiba mais em https://abbc.org.br/consulta-podcast

 

Já o episódio 50 fala sobre Mudanças Climáticas e o Mercado Financeiro. Além de compartilhar estratégias de sustentabilidade, os convidados explicam  porque a pandemia catalisou uma mudança de postura nas instituições financeiras ao redor do mundo. Participam Maria Eugênia Sosa Taborda, coordenadora para América Latina da UNEP FI; e Rui Cabral, sócio-líder de Risco e Finanças para o setor financeiro da EY Brasil. Saiba mais: https://abbc.org.br/consulta-podcast

 

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.