Morre funcionário atingido por explosão em fábrica da CBA em Alumínio

Homem teve mais de 90% do corpo queimado

Fonte: Portal G1
Foto: Divulgação
Foto sobre "Morre funcionário atingido por explosão em fábrica da CBA em Alumínio"

O funcionário de 40 anos que foi atingido por uma explosão na fábrica da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), localizada em Alumínio, morreu nesta quinta-feira (24). O acidente na empresa foi registrado por volta de 13h de quarta-feira (23).

Segundo informações do Portal G1, João Carlos Xavier Motta teve mais de 90% do corpo queimado e foi intubado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital em Sorocaba, mas não resistiu aos ferimentos e veio a falecer nesta quinta. A CBA informou que o homem trabalhava no local há quase 20 anos.

De acordo com Arnaldo de Jesus Oliveira, presidente do sindicato dos metalúrgicos de Alumínio e Mairinque, a explosão aconteceu em um forno e peças foram espalhadas a cerca de 50 metros de distância.

O servidor, que trabalhava em uma ponte, também foi atingido por líquidos. Ainda segundo o presidente do sindicato, o serviço que ele prestava no momento do acidente não ocorria com frequência.

Ex-funcionários da fábrica afirmaram ao G1 que dentro da sala onde houve a explosão, a temperatura fica entre 60°C e 80°C, porém as máquinas funcionam a 900°C para o cozimento da alumina. Cada sala possui 120 fornos, e o acidente foi registrado na sala sete.

O caso não foi registrado nas delegacias de Alumínio ou Mairinque. O representante do sindicato pede que a Companhia Brasileira de Alumínio institua uma comissão para averiguar o que aconteceu e faça um boletim de ocorrência, além de uma perícia na máquina.

Por meio de nota divulgada, a CBA informou que as causas do ocorrido estão sendo apuradas.

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.