Delta, Ômicron ou gripe? Saiba os sintomas mais comuns de cada uma das doenças

Realizar exames em uma clínica especializada pode ser a maneira mais eficaz de identificar o problema

Fonte: Portal Metrópoles
Foto: Pixabay
Foto sobre "Delta, Ômicron ou gripe? Saiba os sintomas mais comuns de cada uma das doenças"

Diante da semelhança dos sintomas que doenças virais apresentam, sabemos que é necessário distinguir os sinais de cada uma delas para que a nossa saúde e a de outras pessoas seja protegida, especialmente neste período em que o país registra a disseminação de diferentes formas de vírus, como as variantes Delta e Ômicron, do Sars-CoV-2, e Influenza.

Para um tratamento adequado, realizar exames em uma clínica especializada pode ser a maneira mais eficaz de identificar o problema, mas de qualquer forma, te ajudaremos a saber os principais sintomas da gripe e das variantes Delta e Ômicron.

Gripe

A gripe é provocada por diversos vírus distintos, porém os principais são os subtipos H1N1 e H3N2 do Influenza. De acordo com infectologistas, as características básicas da doença são dor no corpo, febre e astenia, que é a sensação de fadiga. Entretanto, cada vírus possui uma evolução, mas em casos de gripe acontece secreção, tosse e coriza.

É recomendado que a pessoa infectada descanse e beba muito líquido. Medicamentos como ibuprofeno e paracetamol podem ser aproveitados para aliviar os sinais.

Uma significante diferença entre a Covid e a gripe é o período de desenvolvimento da doença e, ao mesmo tempo em que na gripe os sintomas são mais intensos nos dois primeiros dias, na Covid em caso de agravamento do quadro, isso ocorre lá pelo 8º ou 10º dia.

Variante Ômicron

Pesquisadores sul-africanos indicam que os sintomas mais comuns apresentados pela variante Ômicron são dores na cabeça, no corpo, fadiga, perda de apetite e também espirros.

Alguns dos sinais apareciam com outras variantes, como a Delta e a Gama, e também em outras formas de gripe. Contudo, sintomas incomuns foram observados nos contaminados pela nova mutação: sensação de garganta arranhando e suores noturnos.

Variante Delta

Conforme afirma o Instituto Butantan, os sintomas mais comuns da variante Delta são febre, tosse persistente, coriza, espirros e dor de cabeça e garganta. Um estudo do King´s College of London, que avaliou infecções por coronavírus no Reino Unido, advertiu que perda de olfato e de paladar não são corriqueiros para os contaminados por essa cepa.

Essa variante causa um adoecimento mais acelerado que as outras mutações e há maior risco de internação, sobretudo para os não vacinados contra a doença.

Dados do Centro Europeu para Controle e Prevenção de Doenças indicam que os imunizados infectados com a Delta tendem a ser assintomáticos ou apresentar sintomas leves.

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.