Como conseguir dinheiro para pagar o 13° dos funcionários

Foto: Pixabay
Foto sobre "Como conseguir dinheiro para pagar o 13° dos funcionários"

O 13° dos funcionários no fim do ano é um benefício que o trabalhador almeja tanto quanto a chegada de suas férias. Este deve estar planejado na folha da empresa desde o primeiro trimestre do ano, para que não ocorra problemas futuros.

 

Claro que imprevistos acontecem. Um colaborador único entenderá se houver problemas com o banco ou qualquer coisa do tipo na hora de obter o 13°. Mas, um caso mais grave pode gerar uma grande insatisfação.

 

Para evitar problemas internos na sua empresa, apresentaremos para você, caro leitor, meios que podem prevenir e como conseguir dinheiro para pagar o 13° salário de seus colaboradores, evitando assim, um grande problema para o seu negócio. Aproveite e boa leitura!

O tão esperado 13° dos funcionários

Apesar de não ser algo que o dono do negócio espere por, a época do 13° salário em uma empresa é cheia de ansiedade dos colaboradores. É muito comum que estes, no dia, verifiquem diversas vezes os aplicativos de banco em seus celulares a fim de conferir se caiu o tão almejado benefício.

 

Excitação esta que só não supera as férias, onde, em seu dia prévio à retirada destas, o colaborador em questão só falta contar os segundos para finalmente conseguir seu tão merecido descanso.

 

13° salário é um benefício garantido pela Consolidação das Leis do Trabalho, conhecida também como CLT, e para aqueles que estão sob vigência dos mesmos através do registro em suas carteiras de trabalho.

 

Este deve ser incluído no planejamento financeiro da empresa desde o início do ano. Algumas empresas fazem o cálculo e só começam a juntar, efetivamente, o dinheiro a partir de março, onde fecha o ano do mercado.

 

Uma empresa que não se planeja para a realização do pagamento do 13° para seus funcionários pode enfrentar diversas dificuldades, tanto internas quanto externas.

 

Problemas causados pela falta de planejamento

Este é um benefício garantido por lei e, caso não seja pago, o colaborador em questão tem total direito de entrar com uma ação penal contra a sua empresa. O que ocorre com muita frequência por, muitas vezes, muito menos.

E esta é uma causa ganha a favor dele, afinal, é você que está agredindo os direitos trabalhistas, não ele.

 

Fora ainda toda a complicação de explicar para a equipe o motivo disso ocorrer ou ainda, em caso de falta de explicação, eles simplesmente entram com uma greve em relação às suas atividades.

 

De longe, um dos piores cenários para os empreendedores é a sua equipe se revoltando e ficando contra você. Pode não ser um motim, mas a sensação é de se sentir amotinado.

E quem poderia culpá-los? Muitas empresas no mercado ainda tratam o colaborador como funcionário. Ainda são geridas por patrões arrogantes e presunçosos, que só porque criaram uma empresa, acham que tem o poderio para fazer o que quiser com as pessoas ali presentes.

 

É difícil que estes entendam a responsabilidade social que carregam, e que sua empresa não significa nada se sua equipe simplesmente lhe abandonar, o deixando sozinho para cuidar de todas as atividades diárias do local.

 

Por motivos parecidos como este, muitas empresas consolidadas no mercado começam a ruir. Seus criadores não entendem o peso do colaborador, acabam por ficar sem equipe e com diversas dívidas. Que aumentarão ainda mais quando as limiares de processos começarem a chegar.

 

Um planejamento financeiro efetivo pode facilmente evitar cenários parecidos com estes, mas precisará ser implementado da melhor maneira possível para que seja eficaz.

 

Criando um planejamento financeiro

Torne um costume fazer avaliações dos dados de suas vendas todo o mês, e junte-se ao administrativo para fazer reuniões informando sobre os números obtidos trimestralmente.

Assim, você poderá manter a equipe ciente de o quanto a empresa está lucrando e informar estratégias para que as vendas aumentem.

 

Junte-se especialmente com o setor financeiro. Traga um consultor de fora para que ele o ajude a avaliar a situação e a realizar todos os cálculos necessários.

Com todos os dados em mãos, crie uma tabela e defina prioridades de pagamento das despesas e obrigações que você deve arcar. Entenda para onde vai cada centavo do seu dinheiro.

 

Procure por alternativas que possam economizar ainda mais. Para algumas empresas da atualidade, uma boa ideia é transformar todo o administrativo em Home Office. Isto o fará poupar muitos recursos.

 

Não deixe nenhum gasto fugir de seu controle. Se houver maior consumo de dinheiro neste mês, procure saber para que este foi usado e no que isto pode impactar no seu negócio.

Organize e planeje todo o objetivo do recurso da empresa, para que fique fácil traçar metas a serem conquistadas, tanto de lucros quanto de obrigações.

Um bom planejamento financeiro fará com que sua empresa se mantenha viva e na disputa dentro do mercado.

Preciso de ajuda neste momento. O que eu faço?

Nesse momento, uma ótima alternativa é contar soluções de crédito que sejam vantajosas à sua empresa. Algumas fintechs, como a CashMe do grupo Cyrela, já oferecem modalidades com taxas de juros baixas e longos prazos de pagamento para impulsionar o seu negócio.

 

Diferente da concorrência, a mesma não pretende usar da sua situação para lucrar, o que ela deseja verdadeiramente é ajudar a sua empresa a crescer. Com o empréstimo com imóvel de garantia ou também conhecido home equity, ela pode fornecer aos seus clientes até 60% do valor total da propriedade.

 

Sua avaliação é feita online e o resultado desta sai em até sete dias. E não se preocupe, se você está com o nome negativado, ela também possui pacotes para pessoas nestas situações. Tudo de maneira segura e rápida.

O 13° dos funcionários é uma obrigação

Todo dono de negócio deve incluir em suas obrigações o acúmulo do 13° salário de cada colaborador. Isto evita que, ao chegar no fim do ano, você tenha experiências desagradáveis. Além de que é um direito concedido por lei, o que, em sua falta, pode ocasionar ainda o fechamento da sua empresa.

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.