Ações de empresas de videogames e eSports não param de crescer

Assessoria de Imprensa Foto: Divulgação
Foto sobre "Ações de empresas de videogames e eSports não param de crescer"

Todo mundo que acompanha os noticiários diariamente sabe que o setor de tecnologia foi um dos que mais cresceu durante o período de pandemia de Covid-19. Isso ocorreu, principalmente, devido às medidas de isolamento social impostas por governos do mundo todo afim de tentar conter a propagação do vírus. Com a impossibilidade de se realizar diversas atividades de forma presencial, a maioria das pessoas teve que se voltar para as tecnologias afim de realizar à distância atividades que antes eram realizadas pessoalmente. Por isso, empresas de comunicação, como a Zoom, por exemplo, viram o valor de suas ações dispararem em 2020. Contudo, a área do setor de tecnologia que mais cresceu nesse período foi a de videogames e eSports. Essa área já estava em franca ascensão antes da pandemia, mas o surgimento e propagação da Covid-19 fez com esse setor experimentasse um crescimento ainda maior e batesse recordes históricos. Isso porque o isolamento social fez com que cada vez mais pessoas passassem a jogar videogames e, também a assistir streamings e transmissões de campeonatos de eSports. No mercado de apostas esportivas, os eSports também cresceram bastante, já que durante boa parte do ano passado todos (ou pelo menos boa parte) dos eventos esportivos presenciais foram paralisados total ou parcialmente. Assim, durante semanas e, até meses, os apostadores só tinham eventos de eSports para colocar suas apostas. Esse setor, inclusive, ajudou muitos sites e casas de apostas a sobreviver e, até, crescer durante o pior período da pandemia no ano passado. Por esse motivo, nós da Betsonly, onde você encontra os melhores bônus sem depósitos do mercado, falaremos um pouco mais sobre investimentos nesse setor.

 

            Esses enorme crescimento do setor, obviamente, não passou despercebido aos olhos dos investidores, que começaram a colocar grandes quantias de dinheiro em empresas do mercado de eSports e videogames. Estima-se que nos últimos 12 meses as ações de algumas das principais empresas desse setor ( como EA, Nintendo e Capcom) que fazem parte do fundo de índice ETF Hero e que são negociadas na Nasdaq tenham crescido 96% em dólar. Enquanto isso, no mesmo período, outras empresas grandes do setor de tecnologia (como Apple e Microsoft) reunidas no fundo iShares Global Tech (IXN) cresceram 66, 9%. Para efeito de comparação, desde 2019 o valor das ações do fundo ETF Hero cresceu 71,6%, enquanto o de empresas de tecnologia cresceram 43,5% e o de outras empresas cresceu 21,3%.

 

            E é claro que o entusiasmo dos investidores que colocam seu dinheiro nessas empresas não é  sem motivo. Estima-se que o setor de videogames e eSport tenha faturado cerca de US$ 160 bilhões só em 2020, o que representa um aumento de quase 10% no faturamento em relação a 2019. E o Brasil não ficou para trás, no país esse setor faturou, pelo menos, US$ 1,5 bilhão no ano passado. Atualmente, calcula-se que cerca de 25% da população mundial, ou seja, quase 2 bilhões de pessoas jogue, periodicamente, algum tipo de jogo de videogame. E esses números devem aumentar. Um estudo da Microsoft revelou que até 2023 o número de consumidores de jogos de videogame deve subir para 3 bilhões de pessoas. Ou seja, esse é um mercado gigante e que não deve parar de crescer tão cedo. Isso porque, os jogos estão ficando cada vez mais acessíveis assim como vem aumentando o número de pessoas que tem acesso a tecnologias como smartphones, computadores e internet de alta velocidade.

 

            Para os investidores brasileiros ainda não é tão fácil investir em empresas desse setor já que a maioria de suas ações são negociadas na Nasdaq. Contudo, existe a possibilidade de fazê-lo através dos Brazilian Depositary Receipts (ou “BDRs”), que são certificados representando ações emitidas em outros países, mas que são negociadas aqui, na Bolsa de Valores brasileira (a B3), ou comprando ações diretamente através de corretoras norte-americanas. Apesar de não ser ainda algo acessível a todos, o crescimento desse setor, seguramente, fará com que os papéis de empresas do mercado de eSports e videogames se tornem cada vez mais acessíveis a investidores comuns como eu e você.

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.