Prefeito diz que reclassificação da região metropolitana de Sorocaba deve ocorrer até sexta-feira

Também foram anunciados mais 55 leitos Covid para atender Sorocaba e região

Foto: Divulgação / Prefeitura de Sorocaba
Foto sobre "Prefeito diz que reclassificação da região metropolitana de Sorocaba deve ocorrer até sexta-feira"

O prefeito de Sorocaba, Rodrigo Manga, afirmou que a reclassificação da região metropolitana ocorrerá entre quarta e sexta-feira, após mobilização contrária de prefeitos da região sobre a regressão para a fase vermelha do Plano São Paulo, na qual apenas serviços essenciais podem funcionar. A declaração foi feita em reunião da Comissão Especial da Região Metropolitana com o secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi.

“Saímos vitoriosos dessa reunião em São Paulo. Apresentamos documentações que mostram que Sorocaba pode retornar à fase laranja do Plano São Paulo, com muita responsabilidade. O secretário de Estado e sua equipe vão analisar esse material e aguardamos por uma decisão positiva ainda nesta semana. Valeu a mobilização dos prefeitos da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS). Do contrário, teríamos que esperar por mais 15 dias, no mínimo, data prevista pelo Estado para nova atualização do Plano”, disse o prefeito Rodrigo Manga.

Também foram anunciados mais 55 leitos Covid para atender Sorocaba e região, pois a expectativa dos governantes é que com o aumento de UTIs, a região retorne à fase laranja, já que a classificação do Plano SP ocorre com base no índice de ocupação dos hospitais. “O Estado tomou por base dados de terça-feira (19), mas não computou, na mesma semana, a ampliação de 10 leitos Covid no Hospital Regional ‘Adib Domingos Jatene’ e de mais cinco que abrimos na Unidade Pré-Hospitalar (UPH) Zona leste, no sábado (23), o que habilita Sorocaba e região à reclassificação”, explicou o secretário Vinicius Rodrigues.

Após avaliação conjunta sobre a pandemia na região, foi formada uma Comissão Especial, que elencou as propostas conjuntas de fortalecimento da saúde e flexibilização a serem apresentadas ao secretário Marco Vinholi. Nesse encontro entre prefeituras, ainda foram identificados sete respiradores ociosos na região, que serão repassados pelos municípios ao Departamento Regional de Saúde (DRS-16) para verificar como podem ser aproveitados para viabilizar a abertura de mais leitos Covid.

Mais 55 leitos Covid

Também durante a entrevista coletiva, a Prefeitura de Sorocaba divulgou a abertura de um Centro de Transição e Retaguarda à Covid-19, na UPH Zona Norte, com 15 novos leitos Covid (5 de UTI e 10 de enfermaria) e de um Centro de Estabilização, com mais 40 leitos Covid (10 de UTI e 30 de enfermaria) em parceria com o Governo do Estado, estes junto à UPH Zona Leste.

A previsão é que o Centro de Transição e Retaguarda, em fase final de processo de contratação, passe a operar até esta sexta-feira (29) e o Centro de Estabilização, já em fevereiro. “Este segundo será em parceria com o Governo de Estado, que vai custear 20 desses leitos. Dez de UTI e dez de enfermaria serão para atender toda a região e outros 20 de enfermaria, exclusivos para a cidade de Sorocaba”, mencionou o secretário Vinicius.

“É importante destacar que toda essa estrutura nova, que está sendo instalada, depois ficará para sempre na rede municipal de saúde de Sorocaba, para o atendimento da população, parte dela utilizada na ampliação das UBSs do Aparecidinha, Julio de Mesquita Filho e São Bento, que se tornarão PAs 24 horas”, adiantou o prefeito.

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.