Procedimento minimamente invasivo: afinal, o que é isso?

Dr. Arthur Barros, cirurgião plástico, explica que as técnicas sem corte, que dispensam internação e com recuperação rápida, lideram o ranking dos procedimentos mais realizados durante o verão

da Redação Foto: divulgação
Foto sobre "Procedimento minimamente invasivo: afinal, o que é isso?"

Faça chuva ou sol, calor ou frio, não importa, as cirurgias plásticas caíram nas graças dos brasileiros. De acordo com um estudo publicado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética (ISAPS), o Brasil realizou quase 1,5 milhão de cirurgias plásticas, o que corresponde a 9,7% do total dos procedimentos estéticos realizados no mundo. E a maior procura é pelos chamados procedimentos minimamente invasivos, e estes cresceram quase 200%, segundo o mesmo estudo. Mas, afinal, o que é isso?

Dr. Arthur Barros, cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS) e da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), explica que “são procedimentos que não precisam de cortes, dispensam internação, oferecem ao paciente uma recuperação muito mais rápida e as chances de complicações são, incomparavelmente, menores”.

Fatores estes que, de acordo com o cirurgião, contribuíram para a alta demanda de pacientes nos consultórios, principalmente no verão. A busca por resultados rápidos, se comparados aos métodos convencionais, e aspectos cada vez mais naturais, sem o estigma da “cara esticada”, motivam a procura por harmonização facial, aplicação de toxina botulínica e escultura dos lábios, por exemplo. “Estamos falando de técnicas tão completas quanto às cirurgias plásticas tradicionais. Outra grande vantagem destes métodos menos invasivos é que eles retardam a necessidade de procedimentos mais complexos”, salienta Dr. Barros.


Quais procedimentos posso fazer?

Na cirurgia plástica existem diversos procedimentos minimamente invasivos. Com os avanços tecnológicos, o leque de opções de novas técnicas vem ganhando cada vez mais espaço. Conheça alguns deles.


Toxina botulínica: as aplicações são feitas na própria clínica e duram até 15 minutos. Indicado para suavizar a pele e reduzir rugas e linhas de expressão.


Harmonização facial: intervenção que visa remodelar o aspecto da face tornando-o mais próximo das proporções ideais. O procedimento leva em torno de 30 minutos a 1 hora.


Escultura labial: o procedimento, que leva menos de uma hora para ser realizado, permite lábios mais marcantes e carnudos, sem exageros.

 

 

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.