Prefeito Paulinho Sasaki toma posse na Câmara Municipal de Ibiúna

Na ocasião, o gestor prometeu 'resgatar a dignidade da política ibiunense'

Foto: Divulgação
Foto sobre "Prefeito Paulinho Sasaki toma posse na Câmara Municipal de Ibiúna"

Na sexta-feira (1º), o prefeito eleito de Ibiúna, Paulinho Sasaki (PTB), tomou posse na Câmara Municipal juntamente com o vice-prefeito e vereadores eleitos. Em cerimônia presidida pelo vereador Paulinho Dias (PSL), o gestor que foi vereador por quatro mandatos, prometeu resgatar a dignidade da política ibiunense, com a colaboração de todos, independentemente de partido político.

“São inúmeros os problemas que o município enfrenta, como a limpeza urbana, coleta de lixo, aterro sanitário, estradas vicinais, saúde, enfim, terá que haver uma força-tarefa para ir colocando, aos poucos, as reivindicações de cada bairro que tem suas próprias peculiaridades”, disse Sasaki.

Já o vice-prefeito eleito, Alexandre Bello (MDB), que foi vereador de 2001 a 2008, também tomou posse e na cerimônia teceu críticas ao ex-prefeito João Mello (PSD). Ele disse que durante a campanha percorreu os quatro cantos do município e que as reivindicações da população são básicas. “Melhorias nas estradas vicinais, transporte, coleta de lixo, entre outros”, disse Alexandre, além de criticar o fato do ex-prefeito não ter realizado a transição.

Os vereadores reeleitos Rozi da Farmácia (PSL), Devanil da Ressaca (MDB), Naldo Firmino (PP) e Lino Junior (PSDB), usaram a tribuna para destacar que a cidade está em situação crítica, como a coleta de lixo em estado de abandono, o atendimento de saúde e as estradas rurais. Eles, assim como o eleito Valnei Galvão (PRTB), se colocaram à disposição para ajudar o município juntamente com o prefeito, prometendo “políticas transparentes” e “respeito perante a população”.

Após a sessão de posse, o prefeito e o vice foram à sede da Prefeitura, onde receberam as chaves do paço das mãos do secretário de finanças, Cesar Ossamo.

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.