Qual impacto do uso da máscara durante exercícios físicos ?

Assessoria de Imprensa Foto: Divulgação
Foto sobre "Qual impacto do uso da máscara durante exercícios físicos ?"

Inicialmente, devido a pandemia por COVID-19, foi proibida qualquer tipo de atividade que estimulasse a circulação de pessoas na rua.

Com o decorrer dos dias, meses, percebeu-se que o benefício de permanecer completamente isolado não era maior que os de fazer atividade física.

Gradativamente foram liberados os esportes individuais ao ar livre até chegarmos ao retorno das academia de musculação seguindo normas criteriosas.

A obrigatoriedade do uso de máscaras durante a atividade física levantou a discussão sobre seu uso.

Por ser uma barreira física, inegavelmente desconfortável, será que ela atrapalha o desempenho esportivo?

Cientistas do mundo inteiro já provaram que em esforços respiratórios intensos, como em corridas, ciclismo ou qualquer esporte que exija o máximo do sistema cardiorrespiratório, ocorre a reinalação do CO2 expirado quando se usa máscara.

Segundo Dr. Diogo Fagundes, expert em esporte e médico ortopedista, isso não chega a ser um problema ao organismo. “Cientistas canadenses publicaram em novembro de 2020 estudo que avaliou a oxigenação sanguínea e muscular após esforço extenuante em 3 situações diferentes: usando máscara de pano, máscara cirúrgica e sem máscara.

Não houve diferença estatística entre os grupos, portanto, apesar do uso da máscara ser incômodo, atrapalhar a respiração, a oxigenação do corpo não sofreu grandes repercussões.”

Com base científica, gotículas em forma de aerossol alcançam distâncias maiores quando não há a barreira física da máscara.

O esforço respiratório durante a atividade física extenuante pode lançar essas gotículas ainda mais longe.

Faz sentido a máscara ser item obrigatório no período da pandemia já que não altera o desempenho esportivo.

O médico ortopedista e traumatologista Dr. Diogo Fagundes tem formação pelo Hospital Miguel Couto, no Rio de Janeiro, é membro da SBOT- Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, com fellowship em cirurgia do joelho pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho, com passagem pelo Clube de Regatas do Flamengo.

Atende em consultório privado e se dedica também às teleconsultas, diminuindo distâncias entre médico e paciente.

Invista na sua saúde e agende uma consulta.

Via WhatsApp: 22 99224-6442 

 

Siga-me no Instagram

Leia Também: Dores nos joelhos: as causas, sintomas e principais lesões

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.