Diabetes compromete a qualidade do osso

Assessoria de Imprensa Foto: Divulgação
Foto sobre "Diabetes compromete a qualidade do osso"

No último dia 14, desse mês de novembro, comemorou-se o dia mundial de combate ao diabetes. Embora haja conscientização e divulgação das complicações do diabetes, pouca gente sabe que o diabetes interfere na qualidade do osso.

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, o tipo 1 da doença é mais comum em crianças e adolescentes, ou seja, indivíduos que estão em crescimento.

Esse tipo de diabetes é caracterizado por deficiência de insulina, hormônio anabólico, que faz o crescimento dos tecidos, e por isso se não tratada, pode causar danos ao desenvolvimento ósseo.

O tipo 2 do diabetes surge em pacientes adultos, e no início da doença, pelo aumento da glicose sanguínea, há uma elevação compensatória dos níveis de insulina para tentar controlar a glicemia.

A insulina alta ativa os osteoblastos, células formadoras dos ossos, no entanto a sua produção alta não significa que o osso será de boa qualidade.

Justamente por ser um “osso jovem”, é tido como um osso imaturo, frágil, pouco resistente

Portanto, o diabetes sabidamente interfere no remodelamento ósseo e na formação de matriz de colágeno. Segundo o ortopedista Dr. Diogo Fagundes, é recomendado acompanhamento de perto do paciente diabético para evitar fraturas, “a densitometria óssea revela a qualidade do osso e na minha rotina diária tenho o costume de pedir exames laboratoriais para controle dos níveis de glicose e insulina sérica.

Essa preocupação ajuda a manter uma boa qualidade óssea, junto com os exercícios, evitando a tão indesejável fraturas patológica.”

O médico ortopedista e traumatologista Dr. Diogo Fagundes tem formação pelo Hospital Miguel Couto, no Rio de Janeiro, é membro da SBOT- Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, com fellowship em cirurgia do joelho pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho, com passagem pelo Clube de Regatas do Flamengo.

Atende em consultório privado e se dedica também às teleconsultas, diminuindo distâncias entre médico e paciente.

Invista na sua saúde e agende uma consulta.

 

Via WhatsApp: 22 99224-6442 

 

Siga-me no Instagram

Leia Também: Dores nos joelhos: as causas, sintomas e principais lesões

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.