Balada gera grande aglomeração em São Roque com pessoas sem máscara

Evento ocorreu na noite de domingo numa conhecida casa noturna da cidade

Da Redação: Rafael Barbosa
Fotos: Divulgação
Foto sobre "Balada gera grande aglomeração em São Roque com pessoas sem máscara "

Um evento realizado numa casa noturna de São Roque gerou uma grande aglomeração neste domingo (27), na região periférica do município. O Jornal da Economia ficou sabendo do evento por meio de uma munícipe, que alertou sobre a aglomeração ocorrida na festa, que começou no período da tarde e se estendeu até a noite, atraindo uma grande quantidade de pessoas que se reuniram no local sem tomar as medidas preventivas contra o coronavírus, como respeito ao distanciamento social e utilização de máscaras.

“É um atentado a vida. As pessoas que estavam neste evento não estão nem aí e podem estar se contaminando (com a covid-19) e levando a doença para dentro de suas casas”, informou a responsável pela denúncia a nossa redação e que terá seu nome resguardado por esta reportagem.

Ela comentou que tomou conhecimento sobre o evento e da aglomeração através da publicação de fotos da festa nas redes sociais e que entrou em contato com a Prefeitura de São Roque para informar o caso e cobrar providencias, sendo direcionada em seguida para a Guarda Municipal, porém que não conseguiu entrar em contato com a corporação.

A quarentena em todo o Estado de São Paulo foi prorrogada até o dia 16 de dezembro, num período em que o número de casos tem aumentado e que São Roque registra mais de mil pessoas contaminadas com o coronavírus desde o início da pandemia.

Questionada sobre o assunto a Prefeitura Municipal informou que a Guarda Civil Municipal continua realizando as ações rotineiras de fiscalização e controle à COVID-19 e que tomará as medidas pertinentes contra a casa noturna pela realização do evento.  

“O referido evento foi realizado em total desrespeito aos dispostos no Decreto Municipal 9377/20 que é claro e incisivo quanto à vedação de atividades que gerem aglomerações tais como festas, baladas, eventos com torcidas, shows com público em pé e outros do mesmo gênero. Desta forma, a Prefeitura Municipal de São Roque adotará as medidas cabíveis para a presente situação. Também solicita à população que auxilie na fiscalização, denunciando esse tipo de conduta, pelo fone (11) 4712-2633”, completou a prefeitura.

A diretoria do Viña Club procurou o Jornal da Economia para falar sobre o caso. Em conversa com esta reportagem, o proprietário do empreendimento, João Paulo de Resende, informou que os acontecimentos ocorridos ontem não refletem a postura e comprometimento do Viña com relação ao enfrentamento do coronavírus. Segundo o empresário, a casa estará reforçando o seu sistema preventivo e sanitário, incluindo na divulgação do evento, para atender seus clientes da melhor forma possível. Confira a matéria completa através deste link. 

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.

  • Deborah Crislaine

    As pessoas são as maiores culpadas!!!! Mas se não tiver elas não irão!!! A hora q começar ... e fechar tudo de novo... Vão botar a culpa no prefeito!!! Fica em casa gente!!! É necessário ir? Senão é... Não vá!!! Precisamos trabalhar!!!

  • Cícero Sabino Torres

    Bom agora os responsáveis por essa inrresponsabilidade tanto quem organizou a festa e quem deveria coibir pedem desculpas falam sobre posturas adotadas e não acontece nada aliás acontece sim . A proliferação da doença que caso não saibam está aí e ainda não tem cura. Mas fazer o que infelizmente essa é a postura do brasileiro .

  • Gisele

    Se fosse só no Vina ...na 3 de maio tem um estabelecimento com música ao vivo de sexta a domingo até 22 23 horas. Lotado. Barulho alto. E não adianta chamar nem polícia militar nem municipal, ninguém aparece. Complicado.

  • Decio Providello De Andrade

    Gostaria de falar uma verdade tenho mais de tempo em São Roque acompanhando a nossa Câmera em mais de 5 anos e vi que a grande maioria tem interesse próprio, apenas nos podemos mudar isso.

  • Vanderlei mximino

    Hoje estamos com 170,000 mortos pelo covid,se cuidem!!!