Saiba como aproveitar a volatilidade do mercado financeiro para lucrar

Assessoria de Imprensa Foto: Pexels
Foto sobre "Saiba como aproveitar a volatilidade do mercado financeiro para lucrar"

Enquanto para muitos a volatilidade do mercado financeiro significa desespero, para outros representa oportunidades de ganho. É possível obter lucros acima da média em operações day trade, isto é, aquelas que começam e terminam no mesmo dia.

 

Porém, não é tão simples. As oscilações são proporcionais aos riscos - o que nem sempre corresponde aos ganhos. Diferentemente dos investimentos de renda fixa, em que existe uma segurança do que será recebido, os ativos de renda variável podem gerar lucros ou prejuízos. Entenda melhor!

 

 

O que é a volatilidade do mercado e por que ela acontece?

 

A volatilidade do mercado representa as variações nos preços dos ativos. Todos os investimentos têm oscilações, embora em muitos casos, a variação seja muito pequena. Os títulos públicos, por exemplo, possuem rentabilidade associada a um índice - Selic, por exemplo.

 

Quando a taxa de juros é alterada, esses ativos sofrem alterações, mas costumam ser pequenas. Por sua vez, os investimentos de renda variável podem mudar bastante - até mesmo no mesmo dia.

 

As empresas listadas na Bolsa de Valores variam mudam de valor diariamente (para mais ou para menos). Isso ocorre por causa da oferta e demanda dos papéis. Se uma dessas instituições divulgar uma notícia positiva e que pode impactar na lucratividade, as ações poderão subir.

 

 

 

Como aproveitar a volatilidade?

 

Quem tem perfil mais ousado e não se importa de estar com mais exposição ao risco pode ganhar com a volatilidade. Porém, é importante tomar cuidado para garantir mais segurança e maior retorno. Veja só!

 

 

Atenção redobrada no curto prazo

 

Para quem deseja postar no mercado no curto prazo, a volatilidade pode ser uma grande aliada. Afinal, no começo do dia o ativo pode valer R$ 10 e terminar custando R$ 11,50.

 

Mesmo que pareça uma pequena diferença, isso representa 15% de rendimento. Para efeito de comparação, muitos investimentos de renda fixa não chegam a dar essa retorno em um ano.

 

No entanto, a volatilidade pode não ser favorável todos os dias. Em outras palavras, não é todo dia que  rentabilidade será de 15% ou positiva. Então, para evitar situações negativas, é importante estudar uma estratégia antes de fazer a aplicação e usar uma calculadora de gestão de riscos.

 

 

Escolha uma boa ferramenta

 

Sobretudo para quem quer investir no curto prazo, é necessário contar com um bom sistema de investimentos (home broker). Caso a plataforma não seja rápida, por exemplo, o investidor poderá deixar de realizar operações no momento certo e ganhar dinheiro.

 

Atualmente, existem alguns sites especializados em que é possível consultar as melhores ferramentas, além de dados técnicos sobre o mercado, como é o caso do Trading no Brasil. Tão importante quanto escolher um ativo é contar com um sistema seguro e eficiente.

 

 

Pense no longo prazo

 

Ao longo dos longos - e décadas - o preço dos ativos pode mudar bastante. Os investidores que conseguem esperar costumam ser recompensados por isso, se aplicam o dinheiro em empresas sólidas e com um futuro promissor.

 

No Brasil, um dos casos mais emblemáticos é o da Magazine Luiza. Em 2015, as ações da varejista chegaram a custar menos de R$ 0,20. Em setembro de 2020, elas superaram os R$ 86. Alguém que comprou um lote de 1000 ações por R$ 200, hoje teria R$ 86 mil.

 

Essa situação é extrema, mas ajuda a ilustrar o quanto uma empresa pode crescer em alguns anos - e os acionistas também. Para quem deseja investir a médio e longo prazo, pensando na carteira previdenciária, o mais importante é observar o potencial do negócio e não focar apenas no preço do ativo.

 

 

Diversifique os investimentos

 

Uma forma de evitar perdas com a volatilidade do mercado é não destinar todo o dinheiro para o mesmo ativo. O ideal é diversificar os investimentos, assim, os riscos serão muito menores.

 

Quem tem ações, criptomoedas e sabe como investir em ouro, por exemplo, perde menos do que os investidores que só aplicam o dinheiro em um desse nichos. Afinal, se ele for desvalorizado, todo o montante perderá valor.

 

Além disso, dentro de cada classe de ativos, também é possível ter variedade. No mercado de ações, existem diversos segmentos de empresas, então, o investidor tem a chance de apostar no futuro de mais de um, como commodities, bancos, seguros, etc.

 

Como visto, a volatilidade do mercado não é sinônimo de insegurança, se o investidor souber aproveitá-la. A variação de preços pode, sim, trazer uma rentabilidade acima dos produtos de renda fixa, mas desde que o indivíduo tome cuidado.

 

 

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.