Johnson & Johnson anuncia testes de fase 3 de candidata a vacina da Covid-19

Etapa deverá incluir até 60 mil voluntários em 8 países, inclusive no Brasil

Fonte: Portal G1
Foto: Janssen / Divulgação
Foto sobre "Johnson & Johnson anuncia testes de fase 3 de candidata a vacina da Covid-19"

A Johnson & Johnson divulgou, nesta quarta-feira (23), que irá iniciar testes de fase 3 da sua candidata a vacina para a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). Essa etapa de testes, que é a última, deve incluir até 60 mil voluntários em 8 países, até mesmo no Brasil, e receberá participantes acima dos 60 anos e com doenças preexistentes. De acordo com informações do Portal G1, a idade mínima para participar é de 18 anos.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já havia permitido, em agosto, os testes da imunização no país. A autorização da agência antecipava a participação de 7 mil voluntários em 7 estados (Bahia, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e São Paulo). A seguir, foi anunciado também um recrutamento de 800 pessoas no Distrito Federal. Ainda segundo o Portal G1, não está especificado se elas estão incluídas no total inicial.

O imunizante da Johnson, cujo nome oficial é Ad26.COV2.S, foi desenvolvida pela farmacêutica Janssen Pharmaceuticals, que faz parte do grupo, e será aplicada em dose única em metade dos voluntários. A outra metade vai receber um placebo (substância inativa) e servirá de grupo controle.

A decisão de quem vai receber a vacina ou o placebo será tomada de maneira aleatória (randomizada), e nem os voluntários, nem os cientistas saberão quais pessoas receberam qual substância (esse tipo de estudo é chamado de "duplo-cego").

Se a eficácia e a segurança da vacina forem confirmadas, a probabilidade é de que ela esteja disponível no início do ano que vem para uso emergencial, de acordo com a empresa.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.