Fundador da Ricardo Eletro é preso em SP

Cerca de R$ 400 milhões teriam sido sonegados ao longo de mais de cinco anos

Fonte / Imagem: Portal G1
Foto sobre "Fundador da Ricardo Eletro é preso em SP"

O fundador e ex-principal acionista da rede varejista Ricardo Eletro, Ricardo Nunes, foi preso em São Paulo, na manhã desta quarta-feira (8), durante uma operação de combate à sonegação fiscal e lavagem de dinheiro em Minas Gerais.

A operação recebeu o nome de "Direto com o Dono" e é fruto de uma investigação que apontou a sonegação de aproximadamente R$ 400 milhões ao longo de mais de cinco anos. De acordo com o MPMG, a rede de varejo embutia no preço dos produtos o valor correspondente aos impostos, mas não fazia o repasse. O órgão informou ainda que a empresa se encontra em situação de recuperação extrajudicial, sem condições de arcar com dívidas.

“O investigado se apropriou indevidamente do tributo. Em contrapartida, seu patrimônio só crescendo”, disse o delegado Vitor Abdala ao portal G1.

O acusado foi até a Delegacia de São Paulo, de onde ele seguirá para a Belo Horizonte, escoltado pela força-tarefa da operação, composta pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), pela Receita Estadual e pela Polícia Civil

A filha de Ricardo, Laura Nunes, também foi presa, na Grande BH e ainda resta um mandado de prisão em aberto para diretor superintendente da Ricardo Eletro, Pedro Daniel Magalhães, em Santo André (SP), além de um mandado de busca e apreensão expedido para Rodrigo Nunes, irmão de Ricardo.

Até o fechamento desta matéria a assessoria da Ricardo Eletro não havia se pronunciado sobre o caso.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.