Polícia Civil investiga quadrilha que tem aplicado 'Golpe do Banco' em São Roque

Quadrilha aplica audacioso golpe por telefone em diversos moradores da cidade

Da Redação: Rafael Barbosa
Foto: Reprodução / Psafe
Foto sobre "Polícia Civil investiga quadrilha que tem aplicado 'Golpe do Banco' em São Roque"

A Polícia Civil de São Roque iniciou uma investigação para apurar vários golpes que estão sendo aplicados recentemente em moradores da cidade, por uma quadrilha de estelionatários. De acordo com as autoridades, o golpe começa quando um marginal liga na casa da vítima afirmando ser funcionário do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou outro banco e relata que constatou uma compra indevida em nome da pessoa.

O marginal então se aproveita da ingenuidade da vítima, que desconhece a suposta compra indevida, e a convence a informar os dados do cartão bancário e, algumas vezes, até mesmo a senha para que o cartão seja “bloqueado”.

Entretanto, o golpe vai além de meramente enganar a pessoa por telefone. Enquanto está na linha, o falsário pede para que a vítima anote vários números de protocolos para ganhar tempo e, assim, outro estelionatário se dirige até a casa da pessoa enganada, se passando por motoboy.

“O falso funcionário do banco exige que a vítima escreva uma carta de contestação de próprio punho e que coloque em um envelope juntamente com o cartão bancário. Horas depois surge o suposto motoboy do banco e recebe das mãos da vítima o cartão bancário. Na posse do cartão e da senha, os estelionatários realizam saques, transferências, empréstimos e compras”, explica a polícia.

A vítima somente percebe o golpe quando consulta o saldo de sua conta ou recebe as faturas das aquisições ilegalmente feitas. Sendo que nos últimos dias, várias vítimas relataram à polícia são-roquense terem sido vítimas do mesmo golpe, dando início à investigação do caso.

Além de apurar as informações fornecidas pelas pessoas enganadas, a Polícia Civil de São Roque conseguiu algumas imagens e está analisando outras câmeras de segurança na tentativa de identificar os autores.

“A recomendação é que orientem seus familiares, principalmente os idosos que permanecem o dia todo em casa e que desconfiem de toda ligação que receberem, além de não passar nenhuma informação pelo telefone. Na dúvida, pode ligar diretamente na Delegacia de São Roque no telefone (11) 4712-2211 ou (11) 4712-5060, que poderá ser orientado quanto os procedimentos a serem adotados”, informou a Polícia Civil.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.