Prefeitura de São Roque suspende contrato de estagiários das escolas municipais

Profissionais se reuniram na Prefeitura Municipal

Foto: Reprodução / Radio Coluna
Foto sobre "Prefeitura de São Roque suspende contrato de estagiários das escolas municipais"

A Prefeitura de São Roque suspendeu nesta semana o contrato dos estagiários que atuavam nas escolas municipais por questões financeiras. Segundo a administração municipal a ação é temporária e ocorrem devido a pandemia do coronavírus, que não só ocasionou a suspensão das aulas, como trouxe deficiência econômicas ao município.

“Em face da situação de calamidade pública no Município, reconhecida pelo Decreto Municipal nº 9228/20, considerando a suspensão das aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino (Decreto nº9221/20) e, considerando ainda a impossibilidade de adotar o regime de trabalho remoto para essa atividade, o Departamento de Educação decidiu suspender, temporariamente, o contrato dos estagiários que atuam nas unidades escolares”, informou a prefeitura.

A suspensão está sendo comunicada pelos gestores de cada escola e deve entrar em vigor já na segunda-feira, 1° de junho. A previsão é que os contratos sejam retomados assim que as aulas presenciais voltem a ocorrer na cidade.

A medida faz parte dos planos de contingenciamento de despesas da prefeitura para lidar com o déficit econômico ocasionado pela pandemia. “Administração Municipal também cortou os gastos com gratificação com comissões e estuda novas medidas de redução de despesas (inclusive com pessoal comissionado), a fim de garantir os investimentos prioritários com assistência social, saúde e outros”, afirmou a prefeitura.

Estagiários vão a prefeitura

Estagiários do setor de educação, se reuniram na tarde desta quarta-feira, na prefeitura de São Roque para fazer um apelo ao executivo contra a suspensão dos contratos. Segundo os estagiários o corte traz prejuízos a muitas pessoas que dependem deste pagamento, que muitas vezes é a única fonte de renda dos profissionais, que tem que arcar com suas despesas, como as mensalidades das faculdades.

Os estagiários também alegam que tem atuado no campo da educação, com atividades remotas direcionadas aos alunos e a ajuda na distribuição do kit merenda, e que assim, apesar das dificuldades o município precisa da colaboração dos estagiários.

Uma representante do movimento se reuniu com o Diretor de Educação Municipal para abordar o caso e solicitou que, o corte fosse substituído por uma medida paliativa, como um corte no valor do contrato até que a situação das aulas fosse restabelecida.

Os representantes agora devem procurar vereadores para elaborarem uma proposta que seja enviada a Prefeitura  Municipal.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.