Hospital Albert Einstein desenvolve novo teste para o coronavírus

Exame une alta precisão e detecção em larga escala

Foto sobre "Hospital Albert Einstein desenvolve novo teste para o coronavírus "

O Hospital Albert Einstein desenvolveu um exame genético para detecção do novo coronavírus que possui alta precisão e pode ser utilizado para testagem em massa. O novo procedimento usa como base a tecnologia denominada Sequenciamento de Nova Geração (Next Generation Sequencing - NGS), que analisa pequenos fragmentos de DNA para identificação de doenças e que foi adaptado para leitura do RNA (material genético) presente no vírus.

Como o teste apresenta 100% de especifidade com o COVID-19, ele traz uma vantagem importante:  não apresenta casos de falso-positivo. O método também permite a realização simultânea da análise de até 1.536 amostras, 16 vezes mais do que o RT-PCR, método de detecção do coronavírus mais usado no mundo, mantendo a mesma eficácia.
O Einstein ainda não definiu o preço do novo teste, mas informa que ele será menor do que o cobrado pelo RT-PCR, que custa hoje R$ 250.

“O feito da equipe do Einstein, executado em tão pouco tempo (três meses), é resultado do grande investimento da organização em suas áreas de pesquisa, inovação e empreendedorismo”, afirma o engenheiro Claudio Terra, diretor de Inovação e Transformação Digital da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.

O método já teve sua patente registrada por meio do Sistema Internacional de Patentes nos Estados Unidos e estará disponível a partir de junho.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.