São-roquense recebe diagnostico errado de COVID-19 e teme ter contaminado família

Família isolada após erro

Da Redação: Rafael Barbosa
Foto: Reprodução / Facebook
Foto sobre "São-roquense recebe  diagnostico errado de COVID-19 e teme ter contaminado família"

Um morador de São Roque se encontra em uma situação difícil após ter sido informado sobre um diagnóstico equivocado sobre o cornavírus. O rapaz, que terá seu nome preservado por esta reportagem, tem 21 anos, reside no distrito de Mailasqui e conversou com o Jornal da Economia sobre seu caso e como ele afetou toda a sua família.

Ele conta que atua como entregador e recentemente passou a sentir falta de paladar e olfato, fato que lhe despertou a suspeita de que talvez pudesse ter sido infectado com o COVID-19. Por intermédio de um vereador ele procurou a Santa Casa e conseguiu realizar o exame para saber se realmente tinha contraído coronavírus.

Enquanto esperava o resultado do exame, o jovem ficou na casa de um irmão, onde ficou em um quarto e com contato limitado com os familiares enquanto seu caso era monitorado pela Prefeitura Municipal, como ocorre geralmente no caso de pacientes suspeitos de terem contraído coronavírus.

PUBLICIDADEAnuncio Unimed 19/05/2020

A espera pelo resultado dos exames parecia ter terminado por volta das 9h da manhã desta segunda-feira (18), quando o rapaz recebeu um telefonema da Vigilância Epidemiológica informando que o resultado do seu exame era Negativo para COVID-19. Com a “boa notícia”, o rapaz agradeceu os parentes pelo apoio, arrumou suas malas e foi para casa rever sua família, da qual havia se afastado para que pudesse preservar a saúde dos entes queridos.

Ao chegar em casa ele reencontrou o filho de dois anos e a mulher e outros parentes, porém por volta das 16 horas ele recebeu uma nova ligação da Vigilância Epidemiológica, informando que cometaram um erro na informação do exame e que o resultado  atestou positivo pra COVID-19.

A notícia pegou a família de surpresa, a notícia e causou revolta em todos, já que após receber a informação equivocada o rapaz passou cerca de nove horas acreditando que não tinha a doença e assim, teve contato direto com os parentes, sendo que alguns pertencem ao grupo de risco da doença.

“Uma falta de responsabilidade e de respeito comigo e com minha família, tive contato com minha mulher, meu filho pequeno e meu irmão tem bronquite. Agora ficamos numa situação muito preocupante”, comentou o jovem, que diz esperar que sua família seja testada para COVID-19 e que tenham o acompanhamento devido.

Ele neste momento encontra-se bem e não apresenta sintomas sérios da doença, como dificuldades respiratórias. A família permanece isolada enquanto aguarda notícias da Prefeitura de São Roque.

Esta reportagem questionou a Prefeitura de São Roque sobre as causas do erro na informação passada ao paciente e que ações serão tomadas sobre o caso. Segundo a Diretora de Saúde Daniela Groke, assim que o equívoco na divulgação do resultado do exame foi descoberto, o departamento ligou para o paciente, que foi assistido pelo grupo de enfermagem da vigilância epidemiológica, bem como pelo médico infectologista, que acompanhará o paciente e sua família durante o período de quarentena. “Todos os cuidados e protocolos necessários serão tomados para resguardar a saúde do paciente e de seus familiares”, afirmou a diretora em live realizada pela Prefeitura de São Roque. 

A Prefeitura também informou que o episódio ocasionou mudanças no protocolo de divulgação de resultados dos exames

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.

  • Dimas cresciulo

    Acho que não foi falha do teste em si, talvez uma falha funcional ao passar informações equivocadas,de qualquer forma gravíssimas; vamos aguardar hoje no pronunciamento do prefeito,qual vai ser a explicação,estou bastante preocupado com o ocorrido.