Procon realiza buscas por aumentos abusivos de preços em São Roque, Mairinque e região

Cidades estão entre os 152 fiscalizados pelo Procon

Foto: Reprodução / Pref. Franco da Rocha
Foto sobre "Procon realiza buscas por aumentos abusivos de preços em São Roque, Mairinque e região"

O Procon São Roque informou que realizou fiscalizações em comércios de São Roque, Mairinque e região para verificar se havia aumentos abusivos de preços sendo praticados nos municípios. Equipes do órgão fiscalizaram 2.054 estabelecimentos pertencentes a 152 cidades no Estado de São Paulo de 16 de março a 24 de abril, onde visitaram farmácias, supermercados, hipermercados, entre outros estabelecimentos para verificar e combater o aumento injustificado de preços neste momento de pandemia pelo qual passa a sociedade.

A reportagem do Jornal da Economia questionou o Procon SP sobre quantos estabelecimentos foram fiscalizados e autuados nas cidades de São Roque e Mairinque, porém  o órgão informou que não dispunha dos dados específicos de cada cidade.

Com relação aos dados gerais, ao todo, 1.774 locais (86% do total) foram notificados por apresentarem aumentos abusivos de preços de álcool em gel e máscaras. Para comprovar a irregularidade, o Procon solicitou dos comércios notas fiscais de venda ao consumidor final e de compra junto aos seus fornecedores de álcool em gel e máscaras, no período de janeiro a março.

"O preço do botijão de gás, que antes estava disparado, agora está R$ 70,00, como determinou o governo de São Paulo e o @proconsp, o valor do álcool em gel também está sendo normalizado; mas há alimentos da cesta básica, como arroz, feijão e leite, que tiveram uma elevação injustificada nos seus valores. Por isso, o nosso trabalho irá continuar. A fiscalização e aplicação de multas são essenciais para garantir a diminuição nos preços de itens indispensáveis à população que está sofrendo com a pandemia e com a perda de seu poder aquisitivo", informou Fernando Capez, secretário de Defesa do Consumidor.

Além de São Roque e Mairinque, cidades como Itu, Tatuí, Votorantim e Santana do Parnaíba também foram visitadas pelo órgão.

Denúncias aumentam

As denúncias de aumentos injustificados continuam a chegar aos canais de atendimento do @proconsp, já são 3.983 relatos, sendo 56% (2.215) referentes preços abusivos de álcool em gel e outros itens. A colaboração do consumidor denunciando as práticas de fornecedores que agem em desacordo com a lei é fundamental para auxiliar no enfrentamento destas práticas.

O consumidor que se deparar com algum valor de produtos ou serviços relacionados ao coronavírus que considere abusivo, pode recorrer ao @proconsp. Considerando a orientação de manter o isolamento e evitar sair de casa, o @proconsp disponibiliza canais de atendimentos à distância para receber denúncias, intermediar conflitos e orientar os consumidores: via internet (www.procon.sp.gov.br), aplicativo - disponível para android e iOS - ou via redes sociais, marcando @proconsp, indicando o endereço ou site do estabelecimento.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.