Geraldo Alckmin está na frente na corrida pelo governo de SP, diz pesquisa

Foto: Reprodução / Internet
Foto sobre "Geraldo Alckmin está na frente na corrida pelo governo de SP, diz pesquisa"

Da Redação - Foto: Reprodução / Internet

Em uma pesquisa encomendada pela TV Globo e divulgada no último dia 26 de agosto, o atual governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), aparece como líder nas intenções de votos com 50%.

Ele é seguido por Paulo Skaf (PMDB), que tem 20% do votos, e por Alexandre Padilha (PT), que conta com 5%. Os candidatos Gilberto Natalini (PV), Raimundo Sena (PCO) e Laércio Benko (PHS) receberam 1% cada. Wagner Farias (PCB), Gilberto Maringoni (PSOL) e Walter Ciglioni (PRTB) não alcançaram a margem mínima de 1% dos votos.

Aqueles que votam em branco ou nulo somam 10% e 11% ainda não sabe em quem votar.

Na pergunta espontânea, quando não são mostrados os nomes dos candidatos, Geraldo Alckmin tem 29% das menções dos entrevistados, Paulo Skaf foi citado por 9% e Alexandre Padilha por 3%. Os votos em branco ou nulo somaram 14% e os que não sabem 44%.

Os eleitores também foram questionados sobre qual candidato não votariam de forma alguma, onde Alexandre Padilha foi o mais rejeitado com 26% das citações, seguido de Alckmin com 19%, Skaf com 12%, Sena com 9%, Benko com 8%, Natalini, Maringoni e Farias com 7% cada e Ciglioni com 5%.

Ainda foi testado um possível segundo turno entre os dois primeiros colocados. Neste cenário Geraldo Alckmin seria eleito com 55% das intenções de voto, contra os 28% alcançados por Paulo Skaf. 9% afirmaram que votariam em branco ou nulo e os mesmo 9% não sabem ou não responderam.

Foi testado também um possível segundo turno entre os dois primeiros colocados. Neste cenário Geraldo Alckmin seria eleito com 55% das intenções de voto, contra os 28% alcançados por Paulo Skaf. Os brancos e nulos configuram 9% e os mesmos 9% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 25 de agosto de 2014 com 1.512 entrevistados em 79 municípios de São Paulo. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TRE sob o protocolo nº SP-00017/2014 e no TSE sob o protocolo nº BR-00419/2014, e foi divulgada no site Globo.com em três partes, para o Governo, Senado e Presidência.

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.