Prefeitura de São Roque requisita equipamentos do Hospital São Francisco

Hospital informa não concordar com retirada de equipamentos

Foto sobre "Prefeitura de São Roque requisita equipamentos do Hospital São Francisco"

A Prefeitura de São Roque anunciou na tarde deste sábado (28), a requisição administrativa de equipamentos da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital São Francisco (HSF), para as ações de combate ao coronavírus no município.

De acordo com o governo são-roquese, a requisição é amparada pelos dispostos no Decreto nº 9228, de 27/03/2020, que declarou estado de calamidade no Município. A medida foi tomada após diversas tentativas de negociações, sem sucesso, entre a Prefeitura e a diretoria do HSF/SR. "A requisição é um ato unilateral que consiste na utilização de bens ou de serviços particulares, pela Administração, para atender às necessidades coletivas, urgentes e transitórias que visa evitar danos à vida, à saúde e aos bens da coletividade. O art. 5, inc. XXV da Constituição Federal e a Lei do SUS 8080/90 permitem que a autoridade competente use a propriedade particular, assegurando ressarcimento posterior, se for o caso", dizem os assessores jurídicos da Prefeitura, Rafael Bonino e Guilherme Gonçalves”.

A administração municipal informou que o hospital ainda não esta em atividade, que o responsável pelo local foi notificado e uma equipe técnica faz o levantamento de todos os aparelhos da UTI. "Uma vez que os equipamentos não estão sendo utilizados pelo hospital São Francisco e, durante a crise sanitária que estamos vivendo, os equipamentos requisitados serão destinados à Santa Casa, que é referência para a microrregião" informou o prefeito Claudio Góes.

A prefeitura informou que, além dos 7 respiradores disponíveis na Santa Casa e dos requisitados hoje, o Departamento de Saúde também está em fase de compra de novos respiradores, medicamentos e equipamentos.

Hospital diz que foi pego de surpresa

Esta reportagem entrou em contato com a direção do Hospital São Francico e fomos informados que os responsáveis pelo local estavam em conversação com a prefeitura para realizar atendimentos com relação ao coronavírus, fato já divulgado pelo Prefeito Cláudio Góes em Lives sobre a pandemia.

A direção hospitalar informou que foi pega de surpresa com a chegada de agentes ao hospital e com a requisição de equipamentos, já que a direção não havia sido informada sobre o caso e que não concorda com a retirada forçada de seus materiais da dependência hospitalar. 

“Estamos com o hospital inaugurado e a prefeitura quer confiscar nossos equipamentos, mas nós já estamos prontos para operar e este material pode ser requisitado para outros hospitais que temos em outras regiões”, informou o Médico Radiologista e Diretor Médico do Hospital Flavio Augusto S. Mello.

A situação envolveu agentes da Guarda Municipal e Policia Militar. O Jornal da Economia também esteve no local para mostrar a situação. Confira. 

 

 

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.

  • Artur

    Kkk?kkk medida anti ética, isso aí é basicamente roubo justificado. todos que participaram do ato deviam ser presos por roubo e invasão de propiedade privada, pena que não vai acontecer ja que são protegidos por essa merda de constituição que pisa na ética e na propiedade dos indivíduos com a justificativa de " Um bem maior".

  • Angela Duarte

    Estou de acordo com nossa prefeitura, uma vez que esses equipamentos estavam em desuso, e talvez fossem até retirados e encaminhados para outras regiões. Estamos em um momento em que qualquer atitude positiva fará a diferença. Deus nos proreja!!!

  • Victor Antunes

    A prefeitura poderia negociar o uso dos leitos do hospital para atender pacientes da religião ao invés de roubar seus equipamentos. Saquear um hospital NÃO tem desculpa . Alguém acredita que esses equipamentos serão bem usados pela prefeitura? Ou acredita que ela os devolverá no futuro? Isso é um sinal ou de incompetência ou de má fé por parte da prefeitura. Não sei qual dos dois casos é o pior.

  • Maria de Lourdes Silva Santos

    Esse prefeito e cara de pau meu catar os equipamentos de um hospital privado usa melhor o dinheiro da prefeitura tem isso é abuso de poder ?????????????????????????

  • Marcos Henrique Silva Bernini

    Agora, mesmo por requisição administrativa, a prefeitura ressarcir o hospital a preço de mercado... sem tantos problemas assim.