Médica realiza tratamentos hormonais subsidiados para endometriose

Patricia Bretz é Ginecologista, obstetra, especialista em Oncologia Ginecológica, Endometriose, Cirurgia minimamente invasiva, Implantes hormonais e Reprodução humana

Carlos Mello
Jornal da Economia
Foto sobre "Médica realiza tratamentos hormonais subsidiados para endometriose "
Creditos da imagem: Foto Reprodução da Internet

Muitas mulheres sofrem com cólicas, endometriose, ovário policístico e outros problemas de origem hormonal e assim como todo esse turbilhão de sofrimento surgem também as dúvidas de como tratar estes casos.

Nesta semana conversei com a Dra Patricia Bretz, conceituada ginecologista e obstetra de São Roque que nos ajudou a compreender um pouco mais sobre implantes hormonais como solução para auxiliar no tratamento das mulheres.

“Quando falamos de hormônio existe ainda muito preconceito. Tenho observado na pratica clínica que muitas mulheres me procuram com cólicas, outras que estão muito sintomáticas em relação a menopausa, o calor, casamentos a beira de divórcio pela falta de libido, outras com ovário policístico, nestas situações, inclusive a contracepção é possível contornar com uma reposição hormonal oportuna”. Disse a Dra Patricia Bretz.

Ela comentou também que o  hormônio via oral tem uma série de efeitos colaterais como trombose, câncer de mama, que podem estar relacionados com o uso da pílula, já os implantes tem uma dosagem menor nos diversos tipos de tratamentos.

“O tratamento com os vários tipos de implantes hormonais ajudam a aliviar as  cólicas, tratar da endometriose,  libido, ganho de massa muscular, disposição, saúde óssea, cardiovascular, contracepção, TPM, dor na mama e para pacientes que estão na menopausa, a pele, o cabelo”. Comentou a médica.

O implante hormonal é uma haste bastante flexível como o silicone da prótese de mama, é inserido no tecido gorduroso e já tem acesso direto a corrente sanguínea e atinge os receptores hormonais. A dose é reduzida porque não precisa passar pelo estomago, fígado e por todo o processo de digestão.

“É um tratamento que eu uso, sou apaixonada, já vi vidas se transformarem com esse tipo de tratamento. Claro que também é preciso a mudança no padrão de alimentação, de atividade física e mudanças que diminuem a inflamação no corpo”.

A Clínica Nova Vitta onde a Dra Patrícia Bretz trabalha está realizando uma campanha subsidiada para tratamento clínico para pacientes com endometriose e síndrome dos ovários policísticos

“Estamos fazendo uma campanha com subsídio para as pacientes que tenham a necessidade de fazer um tratamento com hormônios, a consulta será gratuita e o valor do implante será a preço de custo. As mulheres que tem problemas de endometriose, ovário policístico, menopausa ou outros problemas hormonais podem entrar em contato pelo telefone para saber mais informações da nossa campanha”. Informou a médica.

Assista a nossa reportagem em vídeo com a Dra Patricia Bretz no Facebook, Instagram, Youtube e Portal de Notícias do Jornal da Economia www.jeonline.com.br

Patricia Bretz é Ginecologista, obstetra, especialista em Oncologia Ginecológica, Endometriose, Cirurgia minimamente invasiva, Implantes hormonais e Reprodução humana. Graduada em Medicina pela Universidade de Santo Amaro (2005) e especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Universidade de Santo Amaro.

O endereço da Clínica Nova Vitta é Rua Ismael Victor de Campos, 135, no Jardim Meny,  os telefones de contato para mais informações são: (11) 4784-1535 – (11) 94947-0867.
Assista a nossa entrevista em vídeo com a Dra Patrícia Bretz

 

 

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.

  • Renata batista freitas

    Adoraria colocar esse implante,tenho endometriose,sinto fortes dores e desconfortos e também tenho mioma,sou fã da Dr Patrícia Beta,pena que suas consultas são muito caras pra minha condição financeira.