Servidores se reúnem na Câmara de Mairinque para reivindicar melhorias na gestão pública

Abaixo assinado quer transformar reivindicações em Projeto de Lei

Da redação: Rafael Barbosa
Foto: Rafael Barbosa
Foto sobre "Servidores se reúnem na Câmara de Mairinque para reivindicar melhorias na gestão pública"

Servidores municipais, professores, membros do legislativo e de movimentos sociais se reuniram na Câmara de Mairinque na noite desta sexta-feira (06) para reivindicar que seus pagamentos sejam realizados em dia e melhores ações com relação às finanças municipais por parte da prefeitura da cidade.

Durante o encontro, o vereador Rafael da Hípica realizou uma pequena apresentação sobre a economia municipal, onde afirma que, desde 2016, a atual gestão não tem sido responsável quanto a sua gestão financeira, tendo recorrentemente gastado mais do que tem arrecadado.

O resultado seria o atraso no pagamento dos funcionários públicos, como os professores, que ainda não receberam seus vales, e problemas relacionados a gestão da máquina pública, como a situação do PA municipal, que desde a semana passada tem apenas atendido casos de urgência e emergência devido à falta de repasses municipais.

Segundo Rafael da Hípica, apesar da arrecadação municipal ter crescido com os anos, os problemas financeiros têm se agravado na cidade. "Dinheiro tem, o que está faltando é uma gestão seria da verba pública", afirmou o vereador.

Durante o encontro foram coletadas assinaturas para um baixo assinado que pretende reivindicar junto ao poder executivo diversas medidas para a melhor gestão das financias municipais. São elas:

  • Redução de 25% do quadro de funcionários comissionados, em consonância com a Lei de Responsabilidade Fiscal.
  • Plano de contingenciamento de despesas em regime de urgência.
  • Supressão de 25% dos contratos da Prefeitura
  • Garantia dos vencimentos e demais vantagens dos servidores sem atrasos e parcelamento.

A intenção com o abaixo assinado é coletar cerca de mil assinaturas para que as propostas possam ser transformadas em um Projeto de Lei civil, que seja levado a Câmara Municipal e colocado em votação, garantindo o cumprimento por lei das medidas.  

"Pedimos apenas o básico, que é receber o nosso salário em dia" diz a professora e vice-presidente da Associação de Profissionais da Educação De São Roque Região (APESR) Fabiana Ferreira Gonçalves. A ação também conta com o apoio do Movimento Desenvolve Mairinque.

Após a reunião e coleta das primeiras assinaturas, também foram organizadas comissões com representantes de diversos setores para acompanhar o processo de coleta de assinaturas e, futuramente, da tramitação do Projeto de Lei Civil.

Neste sábado, uma ação será realizada as 10h na Praça da Matriz de Mairinque para a coleta de mais assinaturas para o abaixo assinado.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.