Conheça quais são as praias mais badaladas para a prática do surfe no Brasil

Verdadeiros paraísos naturais, muitas praias brasileiras são ideais para a prática do surfe, sendo, inclusive, cenário de competições mundiais

Assessoria de Imprensa Foto: Divulgação
Foto sobre "Conheça quais são as praias mais badaladas para a prática do surfe no Brasil"

Gabriel Medina e Adriano de Souza, o mineirinho, são nomes responsáveis por popularizar, de vez, o surfe no Brasil. E não é para menos, o maior país da América Latina é contemplado com uma extensão litorânea de 7.491 quilômetros.

Além da prática do esporte, as cidades do litoral são consideradas destinos turísticos maravilhosos atualmente, diversas companhias, como a Catarinense Ônibus, oferecem passagens e pacotes especiais para as regiões.

Assim, se você é surfista — profissional, amador ou apenas por paixão — não pode deixar de conhecer as inúmeras praias brasileiras, que oferecem as melhores ondas, além de cenários paradisíacos.

Este artigo irá revelar que não é preciso sair do Brasil para encontrar as melhores regiões do mundo para surfistas.

As melhores praias

De Norte a Sul, o litoral brasileiro é repleto de maravilhas naturais. Recifes, dunas, falésias, fauna e flora são responsáveis pela composição das mais variadas e deslumbrantes paisagens.

Atrativo para turistas do mundo todo, algumas praias são também o paraíso dos surfistas.

Itamambuca Ubatuba, São Paulo

Famosa dentro do estado paulista, a Praia de Itamambuca, no norte de Ubatuba, é reconhecida por receber campeonatos nacionais e internacionais de surfe.

Suas ondas são constantes, apresentando formações longas diretas, perfeita para manobras. Além disso, ela é estritamente preservada graças a ações realizadas por uma associação local com a participação de vários praticantes do esporte.

 

Cacimba do Padre Fernando de Noronha, Pernambuco

O arquipélago não poderia ficar de fora da lista. Encantadora por suas belezas naturais, Cacimba do Padre oferece condições ideais para a prática do surfe: altas e compridas ondas, poucos banhistas e preservação ambiental.

Entre dezembro e abril, por questões geográficas, as ondas configuram-se em enormes tubos de água cristalina.

Praia Brava Pico de Matinhos, Paraná

Localizada em uma enseada de águas transparentes e agitadas, apresenta ondulações fortes e uma larga faixa de areia.

A praia é aconselhada para surfistas de nível intermediário e avançado, sobretudo entre os meses de abril e outubro — com menor número de turistas e banhistas.

Apresenta características urbanas, sendo possível enxergar o mirante local, prédios, bares e comércios.

Boca da Barra Itacaré, Bahia

Litoral sul da Bahia, a Boca da Barra é uma das etapas qualificatórias do Mundial de Surfe WSL, em outubro. O evento é um marco da cidade, com shows musicais e apresentações artísticas.

Nelas são encontradas as ondas mais longas do Brasil, bem no meio do oceano. As orientações são complexas e as correntezas são bem fortes, sendo necessário ter muita experiência e habilidade para surfar na região.

O período ideal de surfe é durante o inverno.

Macumba Rio de Janeiro, RJ

A Praia da Macumba está localizada em um pequeno trecho entre Pedra do Pontal e o Canal de Sernambetiba inclusive, seu nome “de batismo” é Praia do Pontal de Sernambetiba. O apelido veio pelo motivo de que a praia era utilizada por praticantes da Umbanda e Candomblé.

Uma coisa pode-se afirmar: a Praia da Macumba oferece boas ondas durante o ano todo. Constantes, compridas e encorpadas, as ondulações são ideais para surfistas iniciantes.

Maresias São Sebastião, São Paulo

De acordo com a lista da National Geographic, Maresias é considerada uma das principais praias do mundo para a prática do surfe.

Casa de Gabriel Medina, parte do litoral de São Sebastião, cidade que dista 160 km da capital paulista, a região oferece condições perfeitas para o esporte.

As ondas são rápidas e fortes, exigindo agilidade durante a atividade. O período ideal é entre agosto e outubro, durante os dias úteis da semana.

Itaúna Saquarema, Rio de Janeiro

Palco de uma das etapas do Mundial de Surfe WSL, 2017 e 2018, a pacata cidade de Saquarema, no Rio de Janeiro, oferece ao mundo a praia de Itaúna

É fácil perceber o porquê do local ter sido escolhido para compor o circuito mundial: suas ondas batem até três metros de altura, são longas e encorpadas e quebram incrivelmente bem um prato cheio para surfistas do mundo todo.

A praia ainda é considerada um paraíso para os surfistas praticantes de bodyboard.

 

 

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.