Dia das crianças: 6 motivos para ceder à pressão dos pequenos e ter um cachorro em casa

Muitos pais ainda ficam na dúvida na hora de ter um cão em casa próximo aos filhos. Ao final, você deve ceder à pressão ou não?

Assessoria de Imprensa Foto: Divulgação
Foto sobre "Dia das crianças: 6 motivos para ceder à pressão dos pequenos e ter um cachorro em casa"

A amizade entre um cão e seu dono é uma das coisas mais bonitas que podemos ver. A união que é construída ao longo dos anos prova que o cachorro é, realmente, o melhor amigo do homem.

 

No entanto, muitos pais ficam na dúvida na hora de ter um doguinho em casa com crianças pequenas. Afinal: vale a pena ou não? E quanto ao dinheiro gasto? É preciso vacinar, comprar coleira e cama, ração, etc. Parece um trabalhão, não é mesmo?

 

Hoje, vamos mostrar que esse laço de amizade é incrível, sendo uma excelente ideia para os pais dar um pet para suas crianças

 

Nesse artigo mostraremos os benefícios que o animal agrega à convivência dos seus filhos pequenos. Se interessou pelo assunto? Confira abaixo 6 motivos para ter um cachorro em casa!

1. Cães podem ser dóceis

Cães de casa ou apartamento costumam ser super dóceis, o que resulta em nenhum perigo à saúde ou segurança da criança. Entretanto, é preciso estar atento quanto à raça do animal; um Dogue Alemão, Malamute do Alaska ou um Doberman Pinscher, por exemplo, pode não ser uma boa ideia.

 

Veja algumas recomendações:

 

  • Dachshund (Teckel): também apelidado de cachorro salsicha, é uma raça de cães oriunda da Alemanha;
  • Buldogue Inglês: raça canina oriunda da Inglaterra;
  • Pug: raça de cão de companhia de pequeno porte, com focinho achatado e cauda enrolada;
  • Spitz Alemão: também conhecido como lulu-da-pomerânia, é a menor variedade da raça spitz alemão;
  • Shih Tzu: raça de cães de companhia originária do Tibete;
  • Chihuahua: raça de cães de pequeno porte originária do México;
  • Yorkshire Terrier: também chamada york e yorkie, é uma raça canina de pequeno porte do grupo dos terriers, originária do condado de Yorkshire na Inglaterra;
  • Pinscher: raça canina do grupo pinscher oriunda da Alemanha.
  • Cavalier King Charles Spaniel: pequena raça canina oriunda do Reino Unido.

2. Desenvolve o sentido de amor na criança

Deixar um cachorro próximo às crianças desenvolve o amor nos pequenos, pois um intenso contato faz com que a criança pense no seu animal como um membro da família — que de fato é.

3. Pode ser o melhor companheiro dos pequenos

Amigos são fundamentais na vida de uma criança, disso ninguém duvida. Mas não são apenas os amigos humanos que são importantes, cachorros também podem ser ótimos companheiros.

4. Reduz o estresse

Pode não parecer, mas crianças também sofrem por estresse. Com um cachorro em casa, elas conseguem ocupar a sua mente com as sapequices do bicho. Além de permanecer em movimento e atividade, o que também alivia o esgotamento emocional dos pequenos.

5. Ajudam bebês ficarem saudáveis por estarem sujos

Pode parecer muito contraditório, mas crianças que convivem com animais, logo na primeira idade, tossem e corizam menos, além de não apresentar infecções no ouvido. Existem até estudos científicos sobre isso, uma das razões seria o fato dos cães possuírem sujeiras que fortalecem o sistema imunológico dos pequenos.

6. Estimula e vontade de brincar e o exercício físico

Com um amigão em casa, seu filho terá vontade de brincar e seguir o animal por onde ele for. Isso estimula exercícios físicos, pois a criança estará em constante atividade. Para somar, ele estará brincando e se divertindo, algo extremamente saudável.

 

É super benéfico ter um cachorro em casa próximo dos filhos, mas não se esqueça que alguns cuidados devem ser tomados quando a decisão estiver firmada. Separamos algumas abaixo:

  • Separe um cantinho para o animal dormir;
  • Tenha certeza que todas as vacinas estão em dia;
  • Mantenha a limpeza das fezes em dia;
  • Compre os insumos necessários;
  • Não se esqueça do banho e tosa regularmente;
  • Dê atenção ao cachorro.

Conclusão

Aqui chegamos à conclusão que vale sim a pena ceder à pressão dos filhos e ter um cachorrinho em casa. Afinal, eles se tornarão grandes companheiros de vida e de brincadeiras, entrelaçando uma relação benéfica para ambos — e que espelhará em toda a vida.

 

Por isso, siga todas as dicas acima, tenha certeza que os pequenos estarão protegidos perto dos cachorros e não acumule preocupações; tudo estará bem!

 

 

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.