Conhece a regra 50-15-35? Ela pode ajudar você a guardar dinheiro e comprar seu apartamento

Como juntar dinheiro para comprar um apartamento com a regra 50-15-35

da Redação Foto: divulgação
Foto sobre "Conhece a regra 50-15-35? Ela pode ajudar você a guardar dinheiro e comprar seu apartamento"

É mais do que sabido que um dos grandes sonhos do brasileiro – seja a qual classe social pertencer – é ter sua residência própria. Seja um apartamento ou uma casa, o importante é quitar a dívida das prestações e garantir o cantinho para o resto da vida.

 

Contudo, junto desse sonho vem a dificuldade financeira. Por isso, as pessoas pensam em ideias para juntar dinheiro e fazer esse desejo virar realidade o mais rápido possível.

 

Aprender a lidar com o salário que cada um recebe é essencial para conseguir adquirir a casa própria e, ao mesmo tempo, manter as contas organizadas e as dívidas longe. A regra 50-15-35 tem ajudado muita gente a organizar a vida financeira de maneira simples e prática. Ela consiste em dividir o dinheiro do mês de acordo com as prioridades de cada pessoa.

O que é a regra 50-15-35, afinal?

De maneira rápida e sucinta é possível definir essa regra como uma divisão da renda mensal em três tipos de categorias distintas. São elas: gastos essenciais, prioridades financeiras e estilo de vida. Os números 50, 15 e 35 correspondem às porcentagens que devem ser destinadas a cada categoria.

 

De cada renda mensal, deve-se separar 50% para gastos essenciais, 15% para prioridades financeiras e 35% para estilo de vida. Parece fácil aplicar e é mesmo. Difícil é resistir às tentações diárias que o comércio oferece.

 

A regra é um método simples criado para organizar o orçamento de maneira compatível com a renda de cada um. Ela funciona perfeitamente quando seguida à risca e se não existem grandes pendências financeiras.

 

O grande objetivo dessa regra é a reserva de 15% do valor do salário todos os meses. Seja em crise financeira ou em tempos mais calmos, é importante guardar essa parte do dinheiro para ter alguma quantia de segurança em casos de emergências ou imprevistos.

 

Atualmente, a situação econômica brasileira não é das mais animadoras. Sendo assim, agora, mais que nunca, é o momento de manter as despesas na rédea curta e saber tudo que você gasta com o dinheiro que recebe mensalmente.

Gastos essenciais

Os gastos essenciais aos quais essa regra se refere podem variar um pouco de pessoa para pessoa.

 

Basicamente, é preciso contabilizar as despesas fixas mensais de cada um: contas (água, luz, internet, telefone…), aluguel ou condomínio, plano de saúde, transporte público ou gasolina, mensalidade de escola, alimentação e por aí vai.

 

O dinheiro destinado a essa categoria não deve ultrapassar 50% do seu orçamento. Ao fazer as contas, caso o dinheiro gasto supere esse teto, será necessário rever seus gastos essenciais e seu padrão de vida. Deve sobrar dinheiro para as outras categorias!

Prioridades financeiras

As prioridades financeiras normalmente podem ser de dois tipos. É possível usar 15% do orçamento para quitar dívidas ou simplesmente para economizar.

 

Caso haja pendências financeiras, o objetivo principal é acabar com elas. Se estiver tudo ok e sem dívidas, uma boa ideia é economizar esses 15% para uma viagem, para comprar um carro ou até mesmo um apartamento!

Estilo de vida

Fica fácil saber o que é estilo de vida. Os 35% que sobraram são destinados a gastos com restaurantes, bares, academia, compras e passeios em geral. O dinheiro determinado para o estilo de vida não é essencial, mas ninguém vive sem momentos de lazer.

Vantagens da regra 50-15-35

Além de auxiliar em um melhor controle sobre as finanças, fazer uso da regra auxilia na disciplina e na formação de uma poupança pessoal. Administrar o próprio dinheiro não é fácil, claro, mas de médio a longo prazo já é possível notar os resultados e diferença na vida como um todo.

 

Manter a vida financeira em ordem é uma dor de cabeça a menos para se preocupar.

 

O grande objetivo de fazer uso dessa regra é aprender a lidar com o seu próprio dinheiro garantindo que irá separar uma parte do orçamento para casos de emergência, além de permitir observar quais são os seus gastos e assim priorizar as despesas essenciais.

 

Resumindo: fazer uso da regra 50-15-35 é fundamental para quem quer manter as despesas em ordem e, ainda assim, conseguir juntar uma reserva no fim do mês!

 

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.