O Brasil perde o cantor português Roberto Leal

Morreu na madrugada deste domingo aos 67 anos o cantor Roberto Leal

Foto sobre "O Brasil perde o cantor português Roberto Leal"

Morreu na madrugada deste domingo (15), em São Paulo, o cantor português Roberto Leal, aos 67 anos. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Hospital Samaritano, onde o cantor estava internado. Ele ficou conhecido pela música "Arrebita".

Segundo a assessoria de imprensa do cantor, Leal estava internado no hospital desde terça-feira (10), após ter uma reação alérgica a um medicamento que tomou. O cantor vinha há dois anos tratando um câncer.

Em janeiro de 2019, revelou lutar há dois contra um câncere que perdeu parte da visão devido a duas cataratas

Roberto Leal morreu de insuficiência renal após complicações decorrentes de uma reação alérgica, durante a sua luta contra o cancro em 15 de setembro de 2019, aos 67 anos.

Ele estava internado desde o 10 de setembro de 2019 na unidade semi-intensiva do  Hospital Samaritano de São Paulo.
Roberto Leal esteve se apresentando em São Roque no dia 4 de maio de deste ano no Restaurante Don Patto, local onde já realizou diversos shows.

 

Carreira de Roberto Leal

Em 45 anos de carreira, vendeu mais de 17 milhões de discos e gravou mais de 400 músicas. Entre elas, também estão faixas como “Bate o pé” e “A festa ainda pode ser bonita”.

Nascido em Macedo de Cavaleiros, no norte de Portugal, o cantor se mudou para o Brasil aos 11 anos, com os pais e nove irmãos. Em São Paulo, trabalhou como sapateiro e vendedor em uma feira.

A canção "A Festa Ainda Pode Ser Bonita" serviu de inspiração para a música Vira-Vira, sucesso da banda Mamonas Assassinas na década de 1990.

Consta em seu curriculum atividades de apresentador de rádio (Rádio Capital, na década de 1980, apresentador no canal português TVI e no Brasil, chegou a apresentar programas na TV Gazeta e Rede Vida.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.