Pregão da prefeitura para aquisição de plantas para paisagismo causa polêmica em São Roque

Pregão plantas para Paisagismo

Foto sobre "Pregão da prefeitura para aquisição de plantas para paisagismo causa polêmica em São Roque"

A realização de um Pregão Presencial por parte da Prefeitura de São Roque para a aquisição de plantas ornamentais para paisagismo tem gerado diversos debates na cidade. O Vereador Guto Issa chamou a atenção para o fato através das suas redes sociais, onde inseriu imagens de um edital de pregão presencial que seria realizado neste mês, questionando seus seguidores sobre o valor proposto no documento.

“Está sobrando dinheiro? A Prefeitura de São Roque pretende comprar, no dia 11 de setembro, o valor de R$ 1.413.847,50 de mudas e plantas para Paisagismo. 
A compra se dará através da Ata de Preços 110/2019, modalidade Pregão Presencial.
Este valor serviria para terminar as duas UBSs, entre tantas outras coisas que faltam.
O que você acha dela gastar este valor?”, questionou o parlamentar através de uma postagem do Facebook.

Durante sessão realizada na segunda-feira (02) o parlamentar afirmou que um pregão que trata de um valor tão grande para a compra de plantas é inédita no município e que a verba poderia ser melhor empregada para suprir outras necessidades do município. Confira abaixo a fala do parlamentar. 

PUBLICIDADEJORNAL DA ECONOMIA JE

As atas de registro de preços são um recurso usado por órgãos públicos na contratação de bens e serviços, por meio de licitação na modalidade de concorrência ou pregão, em que as empresas assumem o compromisso de fornecimento a preços e prazos registrados previamente. A contratação só é realizada quando melhor convier aos órgãos e às entidades que integram a ata.

O questionamento do parlamentar gerou grande repercussão através de fóruns políticos da cidade e, em resposta ao assunto, a prefeitura emitiu uma nota abordando o caso, onde afirmou que no pregão em questão são detalhadas as especificações das plantas, assim como seus respectivos valores, que podem ou não ser adquiridos pelo executivo.

“É importante esclarecer que o fato de existir o registro de preços não significa que todos os itens e quantidades serão adquiridos, mas sim que, pelo período de um ano, cada item estará disponível pelo preço que foi licitado”, diz o executivo são-roquense.

Segundo o governo municipal, o executivo afirma que conta com diversas atas abertas para compra de itens como medicamentos, merenda, materiais escolares e outros, sendo que todos os atos estão disponíveis a população através do Portal da Transparência. Confira na integra a nota da prefeitura.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.