Câmara aprova projeto que cria canil para operações da GCM em São Roque

Com a aprovação, São Roque fica apta a criar uma divisão de cães treinados

Da Redação: Rafael Barbosa
Foto: Reprodução / Revista Circuito
Foto sobre "Câmara aprova projeto que cria canil para operações da GCM em São Roque"
Creditos da imagem: Cão usado pela GCM de Itapevi

Vereadores de São Roque aprovaram a criação de um canil para Guarda Municipal. O projeto de Lei n°58, de autoria do Executivo (Prefeitura), dispõe sobre a criação do grupamento especializado operacional da Guarda Civil Municipal composta pelo Canil, denominado Grupo de Apoio e Operações com Cães (GAOC) e foi aprovado por unanimidade entre os parlamentares.

Com a aprovação, São Roque fica apta a criar uma divisão de cães treinados que serão utilizados pela guarda municipal para realizar diversas ações especiais como patrulhamento,  operações de busca, resgate e salvamento, apoio aos órgãos policiais de segurança pública, vigilância do patrimônio público, detecção de entorpecentes e armamentos, entre outras atribuições policiais e sociais.

A utilização de animais treinados foi usada na região recentemente em Ibiúna quando GCMs da região utilizaram o apoio do canil da GCM de Itu nas buscas por um homem desaparecido. Em 2018 cães farejadores da Guarda Civil Municipal de Itupeva, também foram usados nas buscas pela jovem Vitória Gabrielly.

Com criação de um canil municipal, a GCM poderá também integrar ações em outro município, estreitando laços com divisões de outras cidades.

Segundo o Prefeito Cláudio Góes, o projeto busca melhor aparelhar a guarda, a fim de aprimorar o atendimento à população que pede por melhor eficiência da segurança pública do município.

“Ressaltamos, que com a instituição do referido Grupo de Apoio e Operações com Cães – GAOC, a Corporação terá ampliado o seu campo de atuação, maior celeridade e eficiência no atendimento das ocorrências, uma vez que, o cão adestrado, possui sentidos sensoriais mais aguçados que o ser humano, que o torna mais eficaz na localização de pessoas, de entorpecentes, atuação em locais de difíceis acessos e etc”, afirma o governante em mensagem anexa ao projeto.

A proposta ainda contempla a construção do canil junto a GCM para abrigar os animais, que deverão passar por visitas regulares a veterinários e também treinamento para animais e GCMs encarregados de lidares com os cães

Os animais poderão ser adquiridos por compra, doação ou criação própria sendo que cada tipo atenderá a requisitos específicos. O projeto não especifica o número de animais que será utilizado na unidade ou a raça dos cães.

 

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.