Casos de poluição em rios preocupam população e autoridades em São Roque

Policia Ambiental, CETESB e Prefeitura tem atuado nos casos

Da Redação: Rafael Barbosa
Foto sobre "Casos de poluição em rios preocupam população e autoridades em São Roque"

Dois casos de poluição em rios da região de São Roque têm preocupado as autoridades e diversas pessoas que residem nas regiões afetadas. O primeiro caso foi divulgado pela prefeitura no sábado (17), quando a prefeitura acionou a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) sobre descartes de produtos químicos no Rio Guaçu, ocorrido na região do Saboó.

Devido a degradação o rio assumiu uma cor alaranjada, causando a morte de peixes e impregnando o local com um cheiro muito forte. Técnicos da companhia ambiental estiveram no local para realizar análises da situação.   

“No começo do mês já houve um problema semelhante, ocasião em que biólogos realizaram inspeções, produziram relatório e protocolaram junto à denúncia, na CETESB. Profissionais da agência estiveram no local e técnicos da prefeitura também atuam em campo na busca de indícios dos responsáveis pela ação”, informou a administração municipal.

PUBLICIDADEJORNAL DA ECONOMIA JE

O segundo caso ocorreu na manhã desta segunda-feira (19), quando o Corpo de Bombeiros foi acionado durante a madrugada por moradores do bairro Vila Nova que avisaram que o rio estaria com um forte cheiro na região final da Avenida Prefeito Bernadino de Lucca. A princípio as autoridades acreditaram que pudesse se tratar de um vazamento, porém ao chegarem ao local descobriram que se tratada de um descarte irregular, feio provavelmente através de uma boca de lobo localizada no trecho final da avenida, próximo ao campo e futebol do bairro, e que levou os dejetos para o rio.

Nossa redação esteve no local e conversou com Denise Ferreira, a chefe de divisão de Meio Ambiente da prefeitura de São Roque, que foi acionada pelos Bombeiros Municipais sobre o caso. “Recebemos a denúncia e, ao chegarmos ao local, verificamos que o rio está com uma coloração muito escura e com um cheiro muito forte. Os bombeiros já isolaram a área onde provavelmente o produto foi descartado para o rio. Ainda não sabemos qual foi o material que foi despejando, mas a CETESB já foi acionada e os técnicos virão para analisar o que foi jogado na água e que causou este transtorno”, informou a profissional.

A Polícia Ambiental também foi acionada sobre o caso.

A denúncia da população tem sido de vital importância na luta contra a poluição e degradação do meio ambiente. Deste modo o cidadão que vir alguma irregularidade ambiental pode entrar em contato com o Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal, através do (11) 4712 3431 ou 4784 9638. A Polícia Militar (190) ou Corpo de Bombeiros (193), também podem ser acionados.

Nossa redação realizou uma transmissão ao vivo do local. Confira. 

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.