Falta de ar em cães: o que pode ser?

Entenda um pouco mais sobre a falta de ar em cães

Foto sobre "Falta de ar em cães: o que pode ser?"

A falta de ar em cães é um dos problemas mais graves que podem acometer cachorros adultos ou filhotes. Esta situação pode estar ligada a uma série de fatores determinantes que podem, inclusive, levar o cão a óbito. Por isso, prestar atenção nos sinais e nas possíveis complicações é de extrema importância.

Para ajudar você a entender um pouco mais sobre a falta de ar em cães, separamos este texto para abordar o assunto de forma objetiva e prática. Acompanhe dois dos principais motivos da falta de ar em cães.

Parada respiratória

PUBLICIDADEJORNAL DA ECONOMIA JE

A parada respiratória é um dos estados mais graves que pode acometer um cão com falta de ar. Ela pode estar relacionada a uma série de fatores intrínsecos ao organismo do animal. Ou seja, pode ocorrer devido a muitas situações.

O mais importante é pegar o cachorro e dirigir-se imediatamente para o pronto socorro para iniciar o tratamento. No caminho, é importante monitorar sempre a respiração do animal. Caso note que ela venha a diminuir muito, é importante que seja feito uma espécie de respiração boca a boca, soprando no focinho do animal. Além disso, uma massagem cardíaca deve também ser feita, do lado esquerdo do peito do cachorro, próximo ao cotovelo.

Estas ações são fundamentais para que o cachorro continue respirando até a chegada na clínica, onde os processos mais complexos poderão ser feitos.

Como tratar a falta de ar em cães?

Agora que você já entendeu um pouco sobre como a falta de ar em cães pode acontecer, é hora de entender como tratá-la. Entretanto, é importante adiantar: não há receita milagrosa, pois, cada caso é um caso e cada raça de cachorro é única, podendo necessitar de tratamentos especiais e diferenciados.

Existem tratamentos com remédios via oral, nasal e até mesmo inalação. Entretanto, para que você saiba exatamente que atitude tomar, nunca deixe de consultar um veterinário. Ele e somente ele poderá recomendar dosagens e tipos de remédios para a situação do seu animal. Lembre-se que todos remédios possuem efeitos colaterais. E isto é válido também para os cães. Por isso, muito cuidado.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.